Penske domina pódio da Indy pela 1ª vez desde GP de Sonoma de 2017

Equipe de Roger Penske repetiu feito de quase sete anos ao ocupar neste domingo o top-3 de GP de Road America da Indy

A Penske dominou as ações durante o GP de Road America da Indy, ocupando todos os lugares do pódio com Will Power, Josef Newgarden e Scott McLaughlin. Essa foi a primeira vez que a tradicional equipe repetiu o feito de 17 de setembro de 2017, quando a categoria encerrava a temporada daquele ano com o GP de Sonoma.

Há quase sete anos, a Penske dominou o top-3 no circuito da Califórnia após vitória de Simon Pagenaud, que cruzou à frente de Newgarden e Power. O enredo foi bem parecido com o que vimos neste domingo: os pilotos de Roger Penske destacados, com uma Ganassi, distante, mas tentando perseguir. Em Sonoma, Scott Dixon foi o quarto colocado, mais de 10s atrás do terceiro. O mesmo aconteceu neste domingo, mas com Álex Palou no lugar do neozelandês.

A corrida de Sonoma foi basicamente um retrato do que foi a temporada de 2017. Em 17 etapas, contando aquela prova, o quarteto da Penske — que também tinha Helio Castroneves, que se despediu em tempo integral da equipe ao final daquele campeonato — venceu 10 das 17 etapas, com 11 poles-positions.

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente: Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Josef Newgarden celebrou o título no GP de Sonoma de 2017 (Foto: IndyCar)

Não era sem motivo que os principais candidatos ao título estavam na equipe. Newgarden e Pagenaud chegaram em Sonoma nas primeiras colocações e travaram um duelo interessante na pista californiana. Em 85 voltas, cada um liderou 41 delas — Conor Daly, então na Foyt, foi o líder por três giros por conta da variação de estratégia —, e o segundo lugar bastava para Newgarden levar o primeiro de seus dois títulos na categoria. Até por isso, na parte final da corrida, o #2 comboiou o francês para ser campeão.

Naquele final de semana, o domínio da Penske começou logo na classificação. Newgarden cravou o melhor tempo, com Power, Pagenaud e Castroneves na sequência. Já em Elkhart Lake, a Ganassi indicou que seria a equipe a ser batida após a definição do grid. Linus Lundqvist foi pole, com Marcus Armstrong em terceiro, além de Palou, Dixon e Kyffin Simpson colocando 100% dos carros no Fast 12.

Porém, o time de Chip Ganassi teve um domingo para esquecer: Armstrong tocou Lundqvist logo na primeira curva; Simpson foi acertado por Christian Rasmussen e abandonou; Dixon teve problemas nos pneus, que prejudicou a corrida, terminando em 21º e perdendo a liderança do campeonato para Power; e só Palou passou ileso aos imprevistos.

Indy retorna em duas semanas com o GP de Laguna Seca, que acontece no circuito localizado em Monterey, na Califórnia, no dia 23 de junho, também com cobertura completa do GRANDE PRÊMIO.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Indy direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.