Indy

Power atropela Rossi e Newgarden e larga na pole no GP de Mid-Ohio

A classificação do GP de Mid-Ohio estava bastante equilibrada até surgir Will Power, já no fim, atropelando todo mundo e cravando a pole. Alexander Rossi sai em segundo e Josef Newgarden parte de terceiro

Grande Prêmio / GABRIEL CURTY, de São Paulo
Will Power viveu um grande momento na reta final do Fast Six e cravou, com autoridade, a pole do GP de Mid-Ohio da Indy. Neste sábado (27), o australiano guardou o melhor para a última volta e não deu chances para os rivais com 1min05s157.

Logo atrás vão largar os dois grandes postulantes ao título, que novamente estiveram muito próximos. Alexander Rossi parte de segundo, com Josef Newgarden salvando um importante terceiro lugar.

Simon Pagenaud voltou a perder dos rivais diretos, mas ao menos larga em quarto, próximo da dupla. Sébastien Bourdais e Felix Rosenqvist prometiam aprontar, mas caíram de produção no Fast Six.

Colton Herta, que liderou o TL2 e o TL3, não conseguiu repetir a mesma performance na classificação e vai partir de sétimo, dividindo fila com Scott Dixon, que não conseguiu ter o desempenho de Rosenqvist. O top-10 ainda tem Jack Harvey e Ryan Hunter-Reay. A Foyt despencou de novo na hora decisiva e Matheus Leist parte de 21º, enquanto Tony Kanaan sai de 23º.
Will Power fez mais uma pole (Foto: Indycar)
Saiba como foi a definição da pole em Mid-Ohio
 
O primeiro grupo foi para a pista pontualmente às 15h35 (em Brasília). Nele estavam: Matheus Leist, James Hinchcliffe, Marcus Ericsson, Felix Rosenqvist, Will Power, Graham Rahal, Spencer Pigot, Ryan Hunter-Reay, Takuma Sato, Jack Harvey e Marco Andretti.
 
Ericsson foi se antecipando ao pelotão e foi o primeiro a colocar pneus macios, mas não conseguiu virar tão rápido antes dos demais, ainda em 1min06s727, enquanto Hinch e Power apareciam bem próximos ainda com os duros.
 
No fim, a estratégia suicida de Ericsson ainda rendeu frutos e, após voltar dos boxes junto com todo mundo, o sueco fez grande trabalho, virando 1mi05s7 e ficando atrás apenas de Power. Hunter-Reay, Rosenqvist, Harvey e Hinch também se garantiram na segunda fase.
 
Um dos cotados até para a pole, Pigot decepcionou e caiu por 0s02, junto com Rahal, Sato, Andretti e Leist que, apesar de bom TL2 e regular TL3, voltou a sofrer com a Foyt.
Sebastien Bourdais surpreendeu na primeira fase (Foto: Indycar)
Favoritos e intruso Bourdais dominam Grupo 2
 
O segundo grupo da primeira fase veio pouco depois com Josef Newgarden, Scott Dixon, Tony Kanaan, Sébastien Bourdais, Santino Ferrucci, Ed Jones, Simon Pagenaud, Zach Veach, Alexander Rossi, RC Enerson, Max Chilton e Colton Herta se enfrentando.
 
Rossi liderou boa parte da sessão, sempre controlando bem sua situação e, no fim, passando tranquilo em segundo. Newgarden teve mais altos e baixos no grupo, mas também não tomou grandes sustos e foi terceiro.
 
O grupo 2 teve a lógica acontecendo com os seis que eram favoritos a passar conseguindo avançar, mas não na ordem esperada. Isso porque Bourdais achou grande giro em 1min05s270 e comandou as ações na frente de Rossi, Newgarden, Herta, Pagenaud e Dixon, o G4 do campeonato e mais o líder do TL2 e TL3 - Herta.
 
Ferrucci passou perto de avançar, mas ficou em um mediano sétimo lugar, compreensível pela força do grupo. Chilton, Jones, Veach, Enerson e Kanaan ficaram pelo caminho.
Scott Dixon larga apenas em oitavo (Foto: Indycar)
Rossi passeia, Newgarden sofre, mas também avança
 
A segunda fase começou às 16h10 com as três Penske, as duas Ganassi, as duas SPM, as Andretti de Hunter-Reay e Rossi, a Dale Coyne de Bourdais, a Harding de Herta e a Meyer Shank de Harvey.
 
Harvey acompanhou Ericsson na estratégia suicida de colocar macios desde o início e os dois foram para o topo da tabela de tempos no início, acompanhados por um muito veloz Rosenqvist.
 
Só que a estratégia da dupla, dessa vez, não rendeu muitos frutos. Ericsson foi o pior da sessão, enquanto Harvey ao menos salvou um nono lugar. Também caíram fora Herta, Dixon, Hunter-Reay e Hinch.
 
Tranquilo na ponta com 1min05s1, Rossi controlou as ações no final, batendo Rosenqvist, que impressionou mesmo. Pagenaud, Power e Bourdais classificaram no fim, mas nada comparado ao tremendo drama que viveu Newgarden, sendo o último piloto a completar volta com o cronômetro zerado e achar um até ali improvável terceiro lugar.
Alexander Rossi sai de segundo (Foto: Indycar)
Power estraga duelo entre Rossi e Newgarden
 
O Fast Six chegou e Rossi foi logo tratando de estragar um jogo de pneus com uma escapada cedo. Newgarden, Rosenqvist e Bourdais optaram por sair mais tarde, num esforço mais no final.
 
Só que quem chegou atropelando os rivais no fim foi Power, batendo por muito uma marca que Rossi havia estabelecido como a mais forte. O australiano colocou quase 0s4 em cima do americano e buscou uma pole com autoridade.
 
Newgarden ficou em terceiro, distante de Rossi no tempo, mas colado no rival na pista. Pagenaud voltou a perder da dupla, mas ficou na frente de decepcionantes Bourdais e Rosenqvist, que perderam fôlego.

Indy 2019, GP de Mid-Ohio, Grid de largada:

1 W POWER Penske Chevrolet 1:05.157  
2 A ROSSI Andretti Honda 1:05.532 +0.375
3 J NEWGARDEN Penske Chevrolet 1:05.789 +0.632
4 S PAGENAUD Penske Chevrolet 1:05.896 +0.739
5 S BOURDAIS Dale Coyne Honda 1:06.204 +1.047
6 F ROSENQVIST Ganassi Honda 1:06.491 +1.334
7 C HERTA Harding Honda 1:05.565 +0.408
8 S DIXON Ganassi Honda 1:05.700 +0.543
9 J HARVEY Meyer Shank Honda 1:05.723 +0.566
10 R HUNTER-REAY Andretti Honda 1:05.733 +0.576
11 J HINCHCLIFFE SPM Honda 1:05.757 +0.600
12 M ERICSSON SPM Honda 1:06.043 +0.886
13 S PIGOT Carpenter Chevrolet 1:05.938 +0.781
14 S FERRUCCI Dale Coyne Honda 1:05.759 +0.602
15 G RAHAL RLL Honda 1:05.975 +0.818
16 M CHILTON Carlin Chevrolet 1:05.998 +0.841
17 T SATO RLL Honda 1:06.372 +1.215
18 E JONES Carpenter Chevrolet 1:06.180 +1.023
19 M ANDRETTI Andretti Honda 1:06.416 +1.259
20 Z VEACH Andretti Honda 1:06.212 +1.055
21 M LEIST Foyt Chevrolet 1:06.549 +1.392
22 R ENERSON Carlin Chevrolet 1:06.320 +1.163
23 T KANAAN Foyt Chevrolet 1:07.049 +1.892

 

 
Paddockast #25
Bênçãos e Maldições da Fórmula E


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.