Power não toma conhecimento e é mais rápido no 1° treino livre em Mid-Ohio. Castroneves é 14°

Will Power impôs grande desempenho nesta sexta-feira (3) em Mid-Ohio e comandou o primeiro treino livre da Indy. O líder do campeonato, Ryan Hunter-Reay foi apenas o 16°, enquanto o melhor brasileiro foi Helio Castroneves, com a 14ª posição

Will Power não deu muita chance a ninguém nesta tarde de sexta-feira (3) em Mid-Ohio, palco da 12ª etapa da Indy neste final de semana. O australiano da Penske, que foi à pista somente na segunda parte da sessão, foi sempre o mais rápido e fechou as atividades iniciais em Lexington com o melhor tempo do dia, registrado já nos instantes finais. Scott Dixon e Marco Andretti completaram o top-3, mas foi Power o único a andar na casa de 1min06 no misto do estado de Ohio. 

Power lidera primeiro treino livre em Mid-Ohio (Foto: INDYCAR/USA)

O líder do campeonato, Ryan Hunter-Reay, teve uma atuação bastante discreta e obteve apenas o 16° lugar da tabela de tempos, duas posições pior que Helio Castroneves, que, junto com Power, está na briga pelo título com o piloto da Andretti.

Entre os demais brasileiros, Rubens Barrichello foi o 20°, enquanto Tony Kanaan acabou em 22°. 

Saiba como foi o primeiro treino livre da Indy em Mid-Ohio nesta sexta-feira

Depois de duas etapas em solo canadense, a Indy voltou aos EUA neste final de semana para a 12ª etapa do calendário 2012, e a pista de Mid-Ohio foi a escolhida para iniciar a fase final da temporada. O treino livre que abriu as atividades de hoje, as únicas do dia, diga-se, começou morno, apenas como voltas de instalação. 

O trabalho mesmo teve início propriamente dito quando o cronômetro alcançava quase dez minutos, e coube Simona de Silvestro comandar a tabela de tempos. A suíça da HVM, agora contando um motor Lotus revisado, começou com 1min13s680, depois baixou para 1min12, 1min11s alto e finalmente estacionou, na primeira parte da sessão, em 1min11s140.

Atrás da pilota, Takuma Sato figurava em segundo, quase três décimos pior. Simon Pagenaud era o terceiro, depois de ter desbancado Ed Carpenter e Giorgio Pantano, que neste final de semana substitui Charlie Kimball, que acabou lesionando a mão em treinos privados da Ganassi na última semana, também na pista próxima à cidade de Lexington.

Mike Conway, Rubens Barrichello, Alex Tagliani, Marco Andretti e Graham Rahal, que já é apontado como carta fora do baralho pela mesma Ganassi, completavam os dez primeiros. 

Com pouco mais de uma hora para o fim do treino, Justin Wilson saiu à pista e, solitário pelo veloz traçado de Ohio, pulou para a primeira colocação da folha de tempos, com 1min09s723, mostrando que a marca de Simona estava realmente ainda fora da realidade. 

Aos poucos, alguns pilotos foram deixando os pits, como Josef Newgarden, que apareceu em quinto, para logo em seguida saltar para a ponta, com 1min09s655. Sébastien Bourdais veio na mesma balada e, com 1min09s719, se colocou em segundo, à frente de Wilson e Simona.

Newgarden ainda permaneceu na pista por mais quatro voltas até obter 1min08s486. Bourdais novamente andou junto com o jovem campeão da Indy Lighst e também virava tempos na casa de 1min08. Aí veio Sato e, com 1min08s517, pulou para segundo, trazendo um rápido JR Hildebrand em terceiro.

Mas Takuma ainda não estava satisfeito e logo surgiu em primeiro, com 1min08s233. Hildebrand já era segundo, 0s150 atrás, mas à frente de Andretti, Newgarden, Wilson, Bourdais, Pagenaud, Viso, Conway e Pantano, que fechava os dez melhores. 

Aí a sessão deu uma esfriada com a batida de Alex Tagliani na curva 9. Por conta do acidente, sem grandes problemas para o piloto, a direção de prova precisou agitar a bandeira vermelha. Isso com 48 minutos restantes para o encerramento da atividade. 

A interrupção para os reparos após o incidente com o canadense da Bryan Herta durou pouco menos de cinco minutos. Mas a verde, entretanto, ficou valendo apenas por menos de dois minutos. Isso porque James Hinchcliffe escapou na curva 10 e forçou nova paralisação. 

A retomada das ações aconteceu quase seis minutos depois. E aí todo mundo veio à pista. Por isso, as mudanças na tabela de tempos foram constantes. Primeiro, Tony Kanaan tirou Sato da ponta ao virar 1min07s952, mas o brasileiro foi rapidamente superado por Marco Andretti que, por sua vez, viu a liderança passar para as mãos faceiras de Will Power, que já atingia 1min07s616.

Mas Andretti, na volta seguinte, bateu a marca do australiano, que não desistiu e retornou à ponta, superando o filho de Michael em 0s110. Ryan Briscoe também apareceu bem e se colocou em terceiro, com Bourdais em quarto. Newgarden, Sato, Kanaan, Dario Franchitti, Hinchcliffe e James Jakes completavam o top-10. Rubens Barrichello era o 12°, duas posições à frente de Helio Castroneves.

Apesar do reinício turbulento, o treino ganhou certa calmaria em seguida, o que possibilitou a Franchitti pular de oitavo para terceiro. Hinchcliffe também seguiu o escocês e saltou para quinto. Dario ainda registraria o segundo melhor tempo da sessão, trazendo junto Rahal, antes de Pagenaud alcançar 1min07s357 para tomar o lugar do piloto da Ganassi e assumir a segunda colocação. 

E a ordem atrás de Power ficou sendo assim: Pagenaud, Franchitti, Rahal, Andretti, Scott Dixon, Ryan Hunter-Reay, Jakes, Briscoe e Newgarden. Tony era apenas o 17°, logo à frente de Castroneves. Já Barrichello ocupava o 21° posto.

O treino já se encaminhava para os dez minutos finais quando Simona surgiu parada na pista. O incidente provocou nova bandeira vermelha, mas a interrupção foi breve e, com menos de oito minutos para o fim, os pilotos puderam deixar os pits novamente.

O agito dos últimos minutos acabou provocando mudanças interessantes na tabela de tempos. Power, de fato, se consolidou na ponta ao virar no instante final da sessão o impressionante tempo de 1min06s863. Dixon pulou para segundo, mas ficou quase dois décimos da marca do rival australiano. Andretti, Pagenaud e Rahal ainda fecharam o top-5. 

Entre os brasileiros, Castroneves também conseguiu melhorar no fim e terminou os trabalhos em 14°. Rubens Barrichello foi o 20°, duas colocações à frente de Kanaan.

Agora, os pilotos voltam à pista de Mid-Ohio somente neste sábado para mais um treino livre e a classificação, que vai definir o grid de largada.

Indy, GP de Mid-Ohio, treino livre 1:

 
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube