Indy

Power supera tempo de Carpenter e lidera primeiro treino livre das 500 Milhas de Indianápolis. Alonso é 32º

Will Power anotou a volta mais rápida do primeiro dia de treinos livres para as 500 Milhas de Indianápolis em 2019. Apenas ele e Simon Pagenaud, os dois da Penske, conseguiram bater o tempo que Ed Carpenter fizera pela manhã. Fernando Alonso segue longe dos mais rápidos

Grande Prêmio / GABRIEL CURTY, de São Paulo / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
A parte da tarde desta terça-feira (14) do primeiro dia de treinos livres da Indy na semana do treino de classificação que define o grid das 500 Milhas de Indianápolis não foi muito voltada para o melhor que dava para fazer em termos de desempenho - algo que os pilotos buscaram logo no começo da sessão matinal. Will Power liderou por quase todo o tempo e fechou mesmo na ponta com o tempo de 39s173.
 
Atrás dele, as mudanças também foram pouquíssimas. O top-6 não mudou durante a uma hora e meia derradeira e ficou com Simon Pagenaud em segundo, Ed Carpenter, líder da manhã, em terceiro, Helio Castroneves em quarto, Colton Herta em quinto e Sébastien Bourdais na sexta colocação. Três carros da Penske - e quatro máquinas empurradas pela Chevrolet - nos quatro primeiros postos.
 
Neste mesmo período, o top-10 sofreu somente uma mudança: a entrada de Zach Veach na sétima colocação, ao passo que Alexander Rossi, Marco Andretti e Ed Jones vieram na sequência. Tony Kanaan ficou no 24º lugar, enquanto Matheus Leist foi 31º. Fernando Alonso terminou ainda mais longe, apenas na 32º colocação. 
Will Power (Foto: Indycar)
Foram apenas duas amarelas no dia: uma para limpar a pista e outra, na hora final, quando Herta rodou na curva dois com a Harding.
 
Os treinos seguem na quarta-feira, 15 de maio.

Confira como foi o TL1 da Indy 500

A segunda parte do primeiro treino livre com todos os pilotos envolvidos começou logo depois das 16h (em Brasília). E os primeiros minutos foram totalmente de simulação de corrida e pouco movimento de pista, com os ponteiros se mantendo os mesmos.
 
Ainda na primeira volta a coisa começou a apertar um pouco. Alexander Rossi achou uma ótima volta para escalar o pelotão e figurar em quinto com a Andretti virando 39s4, 0s1 mais lento que o líder Ed Carpenter. Ed Jones veio junto e se posicionou em sexto, entre Rossi e Spencer Pigot.
 
Normal também que os novatos começassem a se mostrar, depois do programa de orientação. Kyle Kaiser logo pulou para o 13º lugar, com 39s751, muito mais rápido do que fez na sessão exclusiva minutos antes.

É claro que os tempos da manhã, que caíam quase que sequencialmente não iam se repetindo, mas a sessão teve, sim, momentos bem interessantes. Já depois do fim da primeira hora e perto da metade das ações, Felix Rosenqvist e Josef Newgarden cresceram e entraram no top-15.
 
Mas não foi Newgarden a Penske que mais chamou a atenção, não. De uma hora para outra, Carpenter deixou não só a liderança, como também a segunda colocação, com Will Power e Simon Pagenaud atacando juntos. O australiano virou 39s174, enquanto o francês fez 39s181. 
 
E os tempos foram caindo um pouco depois, com Marco Andretti também entrando na parada e se colocando em oitavo, logo atrás do companheiro Rossi. Na metade das três horas complementares do dia, Power, Pagenaud, Carpenter, Castroneves, Herta, Bourdais, Rossi, Andretti, Jones e Pigot formavam o top-10, com Alonso bem discreto em 29º.

Foi justamente quando os tempos foram caindo e a pista enchendo que a direção de prova liberou a tradicional bandeira amarela para limpar a pista e assim ficou por bons minutos.

O retorno das atividades aconteceu com uma hora e 12 minutos para o final do dia e seguiu normalmente até que Herta rodasse na curva dois com pouco mais de 30 minutos no relógio. A última amarela do dia foi mais rápida e durou somente sete minutos, uma vez que o piloto da Harding escapou sem bater. 
 
As simulações eram mais de corrida e menos de velocidade em si, então Power seguia na dianteira e seguia com Pagenaud, Carpenter, Castroneves, Herta e Bourdais no top-6, assim como 60 minutos antes. No top-10, só quem havia mudado era Veach, que entrou com o sétimo tempo e empurrou Rossi, Andretti e Jones para trás, com Pigot caindo para 11º.

Indy, 500 Milhas de Indianápolis, Treino Livre, Dia 1, Resultado Final:

1 W POWER Penske Chevrolet 39.173   68
2 S PAGENAUD Penske Chevrolet 39.181 +0.008 81
3 E CARPENTER Carpenter Chevrolet 39.361 +0.188 105
4 H CASTRONEVES Penske Chevrolet 39.397 +0.224 67
5 C HERTA Harding Honda 39.424 +0.251 74
6 S BOURDAIS Dale Coyne Honda 39.431 +0.258 110
7 Z VEACH Andretti Honda 39.450 +0.277 109
8 A ROSSI Andretti Honda 39.463 +0.290 92
9 M ANDRETTI Andretti Honda 39.473 +0.300 81
10 E JONES Scuderia Corsa Chevrolet 39.479 +0.306 105
11 S PIGOT Carpenter Chevrolet 39.502 +0.329 128
12 R HUNTER-REAY Andretti Honda 39.535 +0.362 80
13 S DIXON Ganassi Honda 39.573 +0.400 97
14 T SATO RLL Honda 39.604 +0.431 90
15 J HILDEBRAND DRR Chevrolet 39.612 +0.439 113
16 S FERRUCCI Dale Coyne Honda 39.633 +0.460 95
17 J NEWGARDEN Penske Chevrolet 39.647 +0.474 60
18 F ROSENQVIST Ganassi Honda 39.677 +0.504 81
19 C DALY Andretti Honda 39.696 +0.523 99
20 G RAHAL RLL Honda 39.735 +0.562 90
21 K KAISER Juncos Chevrolet 39.750 +0.577 10
22 C KIMBALL Carlin Chevrolet 39.850 +0.677 69
23 J HINCHCLIFFE SPM Honda 39.911 +0.738 5
24 T KANAAN Foyt Chevrolet 39.916 +0.743 66
25 J HINCHCLIFFE SPM Honda 39.958 +0.785 99
26 J HARVEY Meyer Shank Honda 39.964 +0.791 85
27 M CHILTON Carlin Chevrolet 40.027 +0.854 76
28 J HINCHCLIFFE SPM Honda 40.036 +0.863 6
29 M ERICSSON SPM Honda 40.053 +0.880 83
30 S KARAM DRR Chevrolet 40.068 +0.895 32
31 M LEIST Foyt Chevrolet 40.115 +0.942 85
32 F ALONSO McLaren Chevrolet 40.149 +0.976 50
33 J KING RLL Honda 40.183 +1.010 42
34 P MANN Clauson Chevrolet 40.194 +1.021 25
35 M CHILTON Carlin Chevrolet 40.264 +1.091 13
36 J DAVISON Dale Coyne Honda 40.266 +1.093 30
37 O SERVIÀ SPM Honda 40.306 +1.125 60
38 B HANLEY DragonSpeed Chevrolet 40.623 +1.262 14
39 J HINCHCLIFFE SPM Honda 40.815 +1.418 5
 

 
A partir do GP de Indianápolis, o DAZN vai transmitir as corridas da temporada 2019 da Indy. Experimente grátis por um mês e assista quando e onde quiser.
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.