Rahal comemora pódio, mas acredita que poderia ter ido mais longe: “Éramos mais rápidos que Castroneves”

Graham Rahal se deu por satisfeito com o terceiro lugar obtido na etapa da Indy em Milwaukee, que lhe garantiu pontos importantes para o campeonato. Todavia, o americano pensa que era mais veloz do que Hélio Castroneves, segundo colocado, e lamenta a estratégia adotada pela equipe

Um pódio nunca é algo ruim para um piloto. Nem para Graham Rahal, que terminou a etapa de Milwaukee da Indy, disputada neste domingo (12), em terceiro. Mesmo assim, o americano acredita que poderia ter conseguido mais.
Graham Rahal apresentou sentimentos mistos após o GP de Milwaukee (Foto: Chris Jones/IndyCar)
Segundo Rahal, seu carro tinha velocidade para terminar em segundo, à frente de Hélio Castroneves, que largou em último e conseguiu uma bela recuperação. Mas, apesar de não ultrapassar o brasileiro, Graham também olha o lado positivo do resultado.
 
“Éramos mais rápidos do que Castroneves no fim. Mas simplesmente não conseguimos ultrapassar. Apesar disso, é um dia de bons pontos, estamos em terceiro no campeonato”, analisou.
 
Além disso, Rahal pensa que a estratégia também poderia ter funcionado melhor. Segundo o americano, dava para fazer menos pit-stops.
 
“Estávamos pensando em uma estratégia de três pits. Acho que éramos os únicos capazes de fazer isso, mas não o fizemos por alguma razão. Foi bem frustrante. Mas, com o jeito que as bandeiras amarelas apareceram, tudo funcionou bem”, contou.
 
Com o terceiro lugar, Rahal ganhou uma posição na classificação da Indy, passando a ocupar o terceiro posto. Mas a diferença para o líder, Juan Pablo Montoya, ainda é grande: são 69 pontos a menos em relação ao colombiano.
 
A próxima corrida da Indy será realizada já no próximo final de semana. Trata-se da etapa de Iowa, marcada para o próximo dia 18.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube