Rosenqvist detona Indy por punição e sugere favorecimento a Herta

Felix Rosenqvist teve duas voltas canceladas e vai largar apenas em 14º. O sueco da Ganassi ficou revoltado com a decisão e até apontou um favorecimento ao americano Colton Herta, que briga pelo posto de 'Novato do Ano'

Um dos mais rápidos nos treinos livres, o sueco Felix Rosenqvist teve uma classificação longe do esperado. Após rodar ainda na primeira parte, o piloto da Ganassi foi punido, perdendo suas duas voltas mais rápidas por causar uma bandeira amarela, e largará apenas em 14º.
 
Em entrevista após a eliminação precoce, Rosenqvist fez duras críticas, citando até uma teoria da conspiração para beneficiar Colton Herta, o pole, na disputa do título de novato do ano, no qual o sueco lidera.
 
"Eu não sei o que eles estavam pensando”, declarou em entrevista à NBC. “Aquela volta não atrapalhou ninguém. Trabalhamos por três dias para este momento e eu era o mais rápido. Muito injusto. Acabaram com o nosso dia. Talvez alguém tenha algo contra mim, ou querem que o Herta vença o título dos novatos", completou.
Felix Rosenqvist (Foto: Indycar)
Nas redes sociais, Rosenqvist comentou que está decepcionado com a decisão da Indy, especialmente por acreditar que a sua rodada não teve influência nos tempos de nenhum piloto durante o treino classificatório.
 
"Chocado e decepcionado com a decisão da Indy de anular minhas duas voltas mais rápidas por causar bandeira amarela em um período do treino em que ninguém utilizava pneus vermelhos. Alguém lá de cima deve me odiar. Tínhamos tempos de pole, mas vamos largar em último", concluiu.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar