Indy

Rosenqvist quebra jejum da Ganassi e é primeiro novato do ano desde Montoya

Felix Rosenqvist derrotou Colton Herta por 5 pontos na disputa de novato do ano da Indy em 2019. Piloto sueco é o primeiro da Chip Ganassi a conquistar o prêmio desde Juan Pablo Montoya, em 1999

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
O quinto lugar no GP de Laguna Seca consagrou o sueco Felix Rosenqvist como o novato do ano da temporada 2019 da Indy. Ele superou Colton Herta por 5 pontos, ficando com o sexto lugar na classificação geral.
 
Correndo pela Chip Ganassi, Rosenqvist somou uma pole-position e dois pódios ao longo da temporada. Após um início mediano, engrenou na segunda metade, com desempenhos notáveis em Mid-Ohio e Portland. O sueco também apareceu no top-5 em outras quatro corridas.
 
"Foi um grande ano. O time foi impecável, não cometeram erros. Acho que tivemos o time mais sólido do grid, e acho que eles merecem este sexto lugar e o título dos novatos", comentou em entrevista após a corrida.
Felix Rosenqvist (Foto: Indycar)
O top-5 em Laguna Seca veio após uma classificação controversa. O sueco recebeu uma punição por causar uma bandeira amarela e foi eliminado ainda na primeira fase do treino, e fez duras críticas a Indy após conseguir apenas o 14º lugar no grid.
 
Rosenqvist é o primeiro novato da Ganassi a conquistar o prêmio. O último foi Juan Pablo Montoya, em 1999, que também foi o campeão da Indy na ocasião. Alex Zanardi, em 1996, e Eddie Cheever, em 1990, completam a lista.
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.