Dixon destaca início forte e valoriza “trabalho incrível” de Palou na Ganassi

Scott Dixon e Álex Palou fazem apenas a primeira temporada juntos como companheiros na Ganassi. Mesmo assim, o neozelandês é apenas elogios ao jovem de 24 anos que já até conseguiu vitória na Indy em 2021

Ainda se recuperando de grave acidente na Indy em 2018, Robert Wickens testou carro de turismo (Vídeo: Reprodução/IMSA)

Hexacampeão da Indy, Scott Dixon sempre aparece na lista de favoritos ano após ano, mas em 2021 está encontrando competição dura dentro da Ganassi, dessa vez com o novato Álex Palou. O jovem espanhol venceu a abertura do campeonato, em St. Pete, e ocupa a terceira posição na tabela de pontos. Ter um desafio como esse no time, no entanto, é algo que Dixon vê como positivo.

Palou chegou à Ganassi neste ano, após ter estreado na Indy em 2020, quando correu pela Dale Coyne. O talento do então novato chamou a atenção da equipe de ponta e Dixon tem notado também as qualidades do espanhol de apenas 24 anos.

“Ele definitivamente é um piloto inteligente e faz um grande trabalho. Está definitivamente exigindo o máximo de nós na equipe, que é o que queremos. Ele faz um trabalho incrível. Eu acho que está realmente ajudando o desenvolvimento da equipe e assegurando que a gente tenha resultados fantásticos, o que estamos conseguindo”, afirmou o neozelandês.

Álex Palou é, atualmente, o terceiro colocado no campeonato (Foto: IndyCar)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

No último fim de semana, na rodada dupla do Texas, o par da Ganassi conseguiu bons resultados. Dixon chegou a vencer a corrida do sábado e acumulou um 4º lugar no domingo, enquanto Palou fez um 4º e 7º lugares, respectivamente. Com isso, ambos seguem entre os primeiros colocados do campeonato, separados por apenas 26 pontos.

“Acredito que é muito legal ver o sucesso do Palou logo no início. Eu vi vários rostos sorridentes que talvez não tenham tido anos tranquilos [na Ganassi] recentemente. Eles [outros companheiros] tiveram brilhos, mas não um começo forte como o Palou conseguiu”, pontuou.

“É definitivamente bacana ter companheiros fortes no momento. Espero que a gente consiga seguir trabalho para termos certeza de que vamos brilhar até o fim do campeonato”, finalizou o hexacampeão da Indy.

LEIA MAIS
Wickens celebra retorno às pistas após quase três anos: “Momentos que definem minha vida”

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar