Dixon supera Herta em Fast Friday dominada pela Honda na Indy 500. Kanaan é 3º

A Ganassi falou alto na Fast Friday e teve quatro carros no top-5 no TL5 das 500 Milhas de Indianápolis de 2021. Scott Dixon foi o mais rápido, com Tony Kanaan em terceiro, logo atrás de Colton Herta

A Honda e a Ganassi mandaram na Fast Friday das 5 Milhas de Indianápolis 2021. Nesta sexta-feira (21), no último grande ensaio para a classificação, Scott Dixon foi o mais rápido, com a equipe colocando quatro carros entre os cinco primeiros. O neozelandês fez 38s577, 0s09 mais veloz que Colton Herta.

A Ganassi teve quatro carros no grupo dos cinco mais rápidos do dia. Tony Kanaan se colocou em terceiro, seguido por Marcus Ericsson e Álex Palou. Só depois, em sexto, veio o primeiro carro da Chevrolet, com a McLaren de Pato O’Ward.

Alexander Rossi ficou em sétimo no geral, mas foi o mais rápido nas marcas sem o auxílio do vácuo, ou seja, na simulação de classificação: 231.597 mp/h. Depois vieram Graham Rahal e O’Ward, melhorando um pouco o cenário para a Chevrolet.

Takuma Sato, Ed Jones e Ryan Hunter-Reay fecharam o top-10 geral, com Pietro Fittipaldi em 18º e Helio Castroneves na 21ª colocação. Josef Newgarden, assim como toda a Penske, teve outro dia apagadíssimo, em 22º.

Depois da Fast Friday, o próximo passo das 500 Milhas de Indianápolis de 2021 é a definição do grid de largada. Neste sábado, a primeira parte começa às 13h (em Brasília), com a decisão dos nove candidatos à pole e de quem vai participa do Bump Day, pelas últimas vagas no grid.

Scott Dixon liderou o TL5 em Indianápolis (Foto: IndyCar)

Confira como foi a Fast Friday em Indianápolis

O TL5, da Fast Friday, começou pontualmente às 13h (em Brasília). O dia teve início com a pista menos cheia do que nos dias anteriores, mas já com bastante velocidade, como indica o apelido da sessão. Sage Karam, logo de cara, virou 39s4.

Nos minutos seguintes, ainda no esquema de praticamente só um carro no traçado, já no estilo simulação para os dois dias de classificação, Conor Daly foi à pista e cravou 39s096, com Álex Palou virando 39s161. Finalmente, os sinais para o fim de semana começavam a aparecer.

Marco Andretti e, principalmente, Scott Dixon viraram rápido e foram para a ponta da tabela de tempos, mas duraram pouco por lá. É que Ed Jones resolveu estragar a ordem da Fast Friday ao pegar vácuo e, assim, ficar na dianteira com 38s865.

Marco Andretti começou bem o dia (Foto: IndyCar)

Quem se destacava muito era Pato O’Ward. O mexicano fazia 38s959 com a ajuda do vácuo, mas logo emendava uma volta com ar limpo na frente e virava quase tão rápido quanto, atingindo 230.191 mp/h. Atrás aparecia Ed Carpenter, mas ainda sem andar de cara para o vento.

A primeira hora da Fast Friday chegava ao fim com Jones na frente, mas Takuma Sato, o segundo, sendo o líder virtual, afinal, tinha a segunda melhor marca mesmo sem a ajuda do vácuo, dando sinais positivos para a RLL assim como Graham Rahal, o quinto.

Depois de um começo até frenético, a coisa foi acalmando nos minutos seguintes, com Jones ainda na liderança no geral e Sato puxando a fila dos sem vácuo. O top-10 vinha com Jones, Sato, Alexander Rossi, Pato, Rahal, Tony Kanaan, Carpenter, Dixon, Colton Herta e Rinus VeeKay, que era quem aparecia com a melhor média em quatro voltas, ou seja, no formato da classificação.

Ed Jones foi o primeiro a andar bem com vácuo na Fast Friday (Foto: IndyCar)

Muito firme a semana toda, a Ganassi voltava a aparecer bem na Fast Friday também sem a ajuda do vácuo. Palou chegava a 231.208 mp/h, apenas atrás de Sato. Kanaan, Dixon e até Marcus Ericsson não estavam muito longe dali, indicando uma chance real do time de colocar todo mundo no Fast Nine no fim de semana.

Na metade da sessão, aquela amarela clássica para inspeção de pista. Isso pouquinho depois de Dixon ter feito um tempo ainda melhor que o de Palou, confirmando a força da Ganassi. No top-10 geral, apenas Jones, O’Ward e Carpenter estavam de intrusos com tempos pegando vácuo.

A bandeira verde voltou e, com ela, uma mudança importante na tabela de tempos. A liderança meio fake de Jones acabou escapando com um tempaço de Rossi: 38s861, sem a ajuda do vácuo, já uma marca com cara de luta pela pole. Enquanto isso, Ericsson escalava para quinto, voltando a fazer a Ganassi falar alto.

Tony Kanaan voltou a frequentar o topo da tabela (Foto: IndyCar)

Mais uma vez, os tempos com e sem vácuo se misturavam e, novamente, com o primeiro lugar mudando de mãos. Foi Kanaan, virando 38s840 sendo puxado, que retomava a dianteira da sessão. Com pouco menos de 2 horas pela frente, a ordem tinha: Kanaan, Rossi, Jones, Sato, Herta, Dixon, Ericsson e Palou, sendo que só Jones e Kanaan tinham a melhor marca com vácuo.

Os tempos seguiam caindo, mas já havia uma mistura bem maior de vácuo e sem vácuo, afinal, também havia uma preparação pensando na corrida do fim de semana que vem. Assim, em uma tacada só, Herta e Ericsson bateram Kanaan, com o americano virando em 38s770 e o sueco 0s01 atrás. Chegava a hora, então, da famosa ‘happy-hour’, em que os tempos costumam cair ainda mais.

A Ganassi, então, retomava a dianteira, com um 1-2 de Dixon e Palou. O neozelandês fazia 38s577, enquanto que o catalão girava 0s2 acima. Foi isso acontecer e, com 40 minutos para o fim, amarela na pista para inspeção. Quando a verde voltou, Ericsson se colocou entre Dixon e Palou, com Herta e O’Ward fechando o top-5.

Kanaan pulou para segundo e formou uma quadra que parecia que duraria até o fim, mas foi atrapalhada por Herta, mais lento apenas que Dixon. No fim, Ganassi na frente no geral e Andretti, com Rossi, puxando nos tempos sem vácuo.

Indy 2021, 500 Milhas de Indianápolis, Fast Friday:

1S DIXONGanassi Honda38.577 29
2C HERTAAndretti Honda38.662+0.08534
3T KANAANGanassi Honda38.678+0.10126
4M ERICSSONGanassi Honda38.705+0.12839
5A PALOUGanassi Honda38.767+0.19023
6P O’WARDMcLaren Chevrolet38.787+0.21030
7A ROSSIAndretti Honda38.816+0.23940
8T SATORLL Honda38.860+0.28328
9E JONESDale Coyne Honda38.865+0.28818
10R HUNTER-REAYAndretti Honda38.870+0.29333
11G RAHALRLL Honda38.874+0.29730
12R VEEKAYCarpenter Chevrolet38.906+0.32918
13S WILSONAndretti Honda38.965+0.38828
14S FERRUCCIRLL Honda38.974+0.39721
15E CARPENTERCarpenter Chevrolet38.978+0.40129
16J HARVEYMeyer Shank Honda38.988+0.41135
17J HINCHCLIFFEAndretti Honda38.992+0.41530
18P FITTIPALDIDale Coyne Honda39.017+0.44017
19C DALYCarpenter Chevrolet39.024+0.44736
20F ROSENQVISTMcLaren Chevrolet39.031+0.45436
21H CASTRONEVESMeyer Shank Honda39.044+0.46748
22J NEWGARDENPenske Chevrolet39.049+0.47248
23M CHILTONCarlin Chevrolet39.050+0.47347
24S McLAUGHLINPenske Chevrolet39.060+0.48330
25J MONTOYAMcLaren Chevrolet39.068+0.49144
26M ANDRETTIAndretti Honda39.074+0.49725
27D KELLETTFoyt Chevrolet39.097+0.52020
28J HILDEBRANDFoyt Chevrolet39.135+0.55836
29W POWERPenske Chevrolet39.156+0.57942
30S PAGENAUDPenske Chevrolet39.166+0.58941
31S KARAMDRR Chevrolet39.210+0.63343
32S DE SILVESTROParetta Chevrolet39.220+0.64334
33S BOURDAISFoyt Chevrolet39.228+0.65123
34C KIMBALLFoyt Chevrolet39.384+0.80730
35R ENERSONTop Gun Chevrolet39.813+1.23633

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar