Sem sustos, Castroneves vence prova de classificação e fica com pole em Iowa. Kanaan larga em sétimo

Brasileiro liderou dobradinha da Penske, com Power em segundo, e impôs ritmo da equipe diante da Andretti, com Hinchcliffe em terceiro e Andretti em quarto. Kanaan perdeu desempenho e larga em sétimo, enquanto Bia trocou motor e larga em último lugar

Helio Castroneves conquistou neste sábado (22) a pole-position para o GP de Iowa, décima etapa da temporada 2013 da Indy. O brasileiro da Penske venceu com tranquilidade a terceira prova da bateria de classificação que definiu o grid para a corrida deste domingo (23) e liderou o 1-2 da equipe, com Will Power completando a primeira fila.

A Andretti, outrora força dominante, aparece na segunda fila, com James Hinchcliffe em terceiro e Marco Andretti no quarto posto. Scott Dixon e Ed Carpenter, classificados à disputa do top-10 através das corridas 1 e 2, completam o top-6.

Castroneves comemora pole em Iowa (Foto: Chris Jones/IndyCar)

Tony Kanaan teve tudo para conquistar um lugar mais à frente, mas perdeu desempenho e acabou superado sucessivamente por nada menos que seis carros, despencando da segunda para a sétima posição, e larga logo atrás de Ed Carpenter, sétimo.

Bia Figueiredo, por sua vez, participou apenas da Heat 1, mas apesar do excelente desempenho, teve que trocar o motor e larga no 24º e último lugar.

 
Entenda o formato que definiu o grid em Iowa
 
A sessão classificatória da Indy na etapa deste fim de semana adotou critérios que em um primeiro momento podem parecer complexos, mas apesar do excesso de divisões, são de fácil entendimento. Foram quatro blocos:
 
1) Na primeira parte, todos os 24 pilotos inscritos para a prova registram, um de cada vez, uma única volta cronometrada. Os seis primeiros colocados desta tabela de tempos se classificam automaticamente para a disputa pela pole. Os 18 carros restantes se dividem em dois grupos: de um lado, os que se classificaram em posições pares – entre as posições 8 e 24. Do outro, os de posições ímpares – do sétimo ao 23º.
 
2) Desta fase em diante, temos três mini-corridas, as Heats. Todas elas têm 50 voltas, apenas. Na Heat 1, ficam os pilotos do grupo par, e na Heat 2, os do grupo ímpar. Os dois primeiros colocados de cada uma das provas avançam à Heat 3, e os restantes ocupam, respectivamente, as posições pares e ímpares do 11º lugar para trás, cada qual de acordo com seu grupo.
 
3) Com isso, após as Heats 1 e 2, sobrarão dez carros para a Heat 3 – os seis classificados na primeira parte mais os quatro oriundos das duas primeiras corridas. Disputa-se, então, uma nova corrida, e é desta forma que se define o top-10 do grid.
 
Castroneves foi o mais rápido da primeira sessão e avançou direto para a Heat 3, junto com Andretti, Power, Kanaan, Hinchcliffe e Oriol Servià. O brasileiro da Penske, por sinal, estabeleceu o novo recorde da pista de Iowa com o tempo de 17s332.
Scott DIxon à frente de Bia Figueiredo em Iowa (Foto: Chris Jones/IndyCar)
Heat 1: vitória fácil de Dixon em disputa morna
 
Na primeira bateria de 'mini-corridas', Dixon largou na primeira posição, seguido por Takuma Sato, Josef Newgarden, Alex Tagliani, Sébastien Bourdais, Sebastián Saavedra, Dario Franchitti, Ryan Hunter-Reay e Bia Figueiredo.
 
Após a largada, o neozelandês da Ganassi manteve a ponta e chegou a receber certa pressão do japonês da Foyt, mas não chegou a ter a posição realmente ameaçada em nenhum momento.
 
O destaque ficou por conta de Bia, que fez bela ultrapassagem sobre um pouco inspirado Franchitti e, em seguida, superou com Bourdais e Saavedra com ótimas manobras, fechando a prova na sexta posição, que lhe valeria o 18º lugar no grid. No entanto, a brasileira teve que trocar seu motor e, ao perder dez posições, caiu para o último lugar.
 
Dixon venceu com enorme facilidade e avançou à disputa da pole junto com Sato, segundo colocado. O japonês, no entanto, também trocou seu propulsor e, mesmo participando da Heat 3, acabou também sendo punido e despencando para fundo do grid.
1 Scott DIXON NZL Ganassi Honda   50 voltas
2 Takuma SATO JAP Foyt Honda +0.776  
3 Alex TAGLIANI CAN Bryan Herta Honda +2.285  
4 Ryan HUNTER-REAY EUA Andretti Chevrolet +2.654  
5 Josef NEWGARDEN EUA Fisher Hartman Honda +6.233  
6 Bia FIGUEIREDO BRA Dale Coyne Honda +1 volta  
7 Sebastián SAAVEDRA COL Dragon Chevrolet +1 volta  
8 Sébastien BOURDAIS FRA Dragon Chevrolet +1 volta  
9 Dario FRANCHITTI ESC Ganassi Honda +1 volta  
Graham Rahal, vencedor da Heat 2 em Iowa (Foto: Chris Jones/IndyCar)
Heat 2: Rahal, de sétimo a primeiro
 
A ordem de largada da Heat 2 trouxe Ed Carpenter na frente, segido por Tristan Vautier, Charlie Kimball, James Jakes, Ernesto Viso, Simon Pagenaud, Graham Rahal, Justin Wilson e Simona de Silvestro.
 
Na largada, o pole-position das 500 Milhas de Indianápolis resistiu à intensa pressão de Vautier e se manteve na frente. Poucas voltas depois, em um duelo legitimamente francês, o piloto da Schmidt foi superado por seu compatriota e companheiro de equipe, Pagenaud, e perdeu a segunda posição.
 
Enquanto isso, mais atrás, Rahal fazia seu show particular: endiabrado, foi superando um a um até surgir em terceiro e começar a se aproximar dos líderes. Para Carpenter, o primeiro lugar que parecia certo passou a ser claramente ameaçado.
 
E não deu outra: inspirado, o piloto da Rahal Letterman Lanigan superou Pagenaud e, apenas duas voltas depois, assumiu o primeiro posto e conquistou sua vaga na disputa pela pole-position. Ed, segundo, avançou junto com o francês. 
 
Destaques para a belíssima ultrapassagem de Bourdais sobre Kimball, com a retardatária Simona entre ambos, e também para a batida de Kimball, que na última volta perdeu a traseira e bateu forte no muro, sem, no entanto, sofrer sérias consequências.
1 Graham RAHAL EUA RLL Honda   50 voltas
2 Ed CARPENTER EUA Carpenter Chevrolet +0.542  
3 Simon PAGENAUD FRA Schmidt Honda +2.174  
4 Justin WILSON ING Dale Coyne Honda +3.998  
5 Tristan VAUTIER FRA Schmidt Honda +1 volta  
6 Charlie KIMBALL EUA Ganassi Honda +1 volta  
7 Ernesto VISO VEN Andretti Chevrolet +1 volta  
8 James JAKES ING RLL Honda +2 voltas  
9 Simona DE SILVESTRO SUI KV Chevrolet +3 voltas  
Helio Castroneves em Iowa (Foto: Chris Jones/IndyCar)
Heat 3: Penske se impõe e Helio vence fácil
 
A decisão da pole contou com os seis já classificados na primeira parte da classificação – Castroneves, Andretti, Power, Kanaan, Hinchcliffe e Servià – mais os dois primeiros das Heats 1 e 2 – Dixon, Sato, Rahal e Carpenter.
 
Helio segurou a liderança na largada, enquanto Tony pulou para terceiro e logo em seguida se livrou de Andretti, o que momentaneamente o duo brasileiro na liderança.
 
Hinchcliffe, em grande atuação, também ultrapassou seu companheiro de equipe e, na sequência, fez frente a Kanaan e roubou a segunda posição do brasileiro da KV. O duelo foi brilhante, com ambos passando quase duas voltas inteiras literalmente lado a lado.
 
Em seguida, o baiano começou a perder desempenho, assim como o canadense da Andretti. Quem apareceu foi Power, que após cair para sexto, iniciou intensa recuperação até chegar ao segundo lugar e ficar logo atrás de Helinho.
 
O australiano chegou a pressionar o brasileiro, mas este soube controlar sua vantagem e venceu a prova, conquistando a 41ª pole de sua carreira – a segunda em Iowa. Power ficou em segundo, com Hinchcliffe em terceiro e Andretti em quarto. 
 
Indy, GP de Iowa, Grid de Largada:
 
1 Helio CASTRONEVES BRA Penske Chevrolet  
2 Will POWER AUS Penske Chevrolet  
3 James HINCHCLIFFE CAN Andretti Chevrolet  
4 Marco ANDRETTI EUA Andretti Chevrolet  
5 Scott DIXON NZL Ganassi Honda  
6 Ed CARPENTER EUA Carpenter Chevrolet  
7 Tony KANAAN BRA KV Chevrolet  
8 Graham RAHAL EUA RLL Honda  
9 Oriol SERVIÀ ESP Panther Chevrolet  
10 Simon PAGENAUD FRA Schmidt Honda  
11 Alex TAGLIANI CAN Bryan Herta Honda  
12 Justin WILSON ING Dale Coyne Honda  
13 Ryan HUNTER-REAY EUA Andretti Chevrolet  
14 Tristan VAUTIER FRA Schmidt Honda  
15 Josef NEWGARDEN EUA Fischer Hartman Honda  
16 Charlie KIMBALL EUA Ganassi Honda  
17 Takuma SATO JAP Foyt Honda P+10
18 Ernesto VISO VEN Andretti Chevrolet  
19 Sebastián SAAVEDRA COL Dragon Chevrolet  
20 James JAKES ING RLL Honda  
21 Sébastien BOURDAIS FRA Dragon Chevrolet  
22 Simona DE SILVESTRO SUI KV Chevrolet  
23 Dario FRANCHITTI ESC Ganassi Honda  
24 Bia FIGUEIREDO BRA Dale Coyne Honda P+10

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube