Sétimo no grid em Fontana, Kanaan minimiza posição de largada e fala “em carro muito bom” para 500 Milhas

Tony Kanaan lamentou uma pequena perda de desempenho entre o segundo treino e a classificação em Fontana, mas acredita que terá um carro bom para a corrida deste sábado. Na visão do piloto da Ganassi, uma das chaves para a prova será o desempenho nas muitas faixas do superoval californiano

A sessão classificatória que definiu o grid de largada das 500 Milhas da Califórnia foi amplamente dominada pela Penske, que garantiu a dobradinha com Simon Pagenaud na pole e Helio Castroneves em segundo. À Ganassi, que liderou o segundo treino com Scott Dixon, restou o fato de largar pouco mais atrás, com o neozelandês em sexto, logo à frente de Tony Kanaan, em sétimo. Mas o baiano minimizou sua posição de largada: afinal, serão cerca de três horas de corrida na Califórnia neste sábado (27).

O experiente piloto da Ganassi entende que tem um carro que pode render bem ao longo da corrida. Ao menos na sexta-feira, Kanaan aprovou o rendimento do seu Dallara-Chevrolet #10, embora tenha reportado uma pequena queda de ritmo entre o segundo treino livre e a classificação.

Tony Kanaan vai largar em sétimo nas 500 Milhas de Fontana (Foto: Indycar)

“Acho que nós temos um carro muito bom, mas perdemos um pouco com as mudanças que fizemos entre o segundo treino e a classificação”, afirmou.

“O bom sobre a classificação numa pista como essa é que sua posição de largada não importa muito quanto poderia ser num circuito misto ou de rua”, minimizou Kanaan, que vê o bom desempenho em várias faixas da pista como chave para um bom resultado.

“Há tantas faixas para fazer ultrapassagens que, se você tiver um carro rápido, não vai levar muito tempo para fazê-lo e colocar para trás quem está à sua frente”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube