Indy

Simona volta à Indy e fecha acordo com Andretti para primeira etapa da temporada 2015 em São Petersburgo

Simona de Silvestro está de volta à Indy, ao menos para a etapa de abertura, em São Petersburgo, na Flórida, no dia 29 de março. A pilota fechou acordo com a Andretti
Warm Up / Redação GP, de Curitiba
 Simona de Silvestro faz o molde de seu primeiro banco de F1 (Foto: Sauber)
Simona de Silvestro está de volta à Indy. Nesta quarta-feira (11), a Andretti anunciou o acordo com a pilota, que vai guiar o quarto carro de Michael Andretti na abertura do campeonato, em 29 de março, na pista de rua de São Petersburgo. Por ora, o contrato prevê apenas a etapa inicial da temporada 2015 da categoria norte-americana. A suíça de 26 anos vai dividir o time com os norte-americanos Marco Andretti, Ryan Hunter-Reay e com o jovem colombiano Carlos Muñoz.

De Silvestro já vai se juntar aos novos colegas de equipe entre os dias 16 e 17 de março, durante os testes de pré-temporada da esquadra, na pista de Barber, no Alabama. Para essas atividades, o time já deve fazer a primeira avaliação dos kits aerodinâmicos para o campeonato deste ano.
Simona de Silvestro está de volta à Indy (Foto: Bret Kelley/IndyCar)
"Estou muito animada em integrar a equipe Andretti e fazer parte dessa história de sucesso", afirmou a pilota. "É uma sensação muito especial ter conseguido essa oportunidade com eles. Quero agradecer imensamente ao Michael por acreditar em mim e não vejo a hora de começar a trabalhar com todos na equipe. Além disso, estou ansiosa para voltar ao volante da Indy", completou.

Michael Andretti também exaltou a chegada de Simona e disse que espera conseguir mantê-la para outras corridas. "Estamos realmente felizes com a vinda dela para St. Pete. Ela será uma grande força para a equipe e espero que possamos construir um programa, para fazê-la correr em algumas provas ou talvez até na temporada toda", afirmou o dirigente

Simona estreou na Indy em 2010, pela pequena HVM, e por lá ficou até 2012, quando no ano seguinte acertou com a KV, para ser companheiro de equipe de Tony Kanaan. O melhor resultado foi o pódio em 2013, um segundo lugar na primeira prova em Houston.

Em 2014, a suíça decidiu tentar entrar na F1 por meio de um programa de desenvolvimento da Sauber, mas o projeto não vincou e a pilota acabou retornando para os EUA.