Indy

SPM confirma Servià em terceiro carro nas 500 Milhas de Indianápolis e fecha grupo de 36 inscritos

Oriol Servià vai pilotar o carro #77, alinhado pela SPM ao lado da Team Stange, que faz sua primeira aparição. O piloto espanhol chega sonhando alto e falando em vitória, querendo “terminar o serviço” nas 500 Milhas de Indianápolis

Grande Prêmio / Redação GP, de Berlim
No apagar das luzes, as 500 Milhas de Indianápolis tiveram o anúncio oficial do 36º e último piloto inscrito. Foi só no fim da tarde desta segunda-feira (13), dia que antecede a abertura dos treinos livre em Indiana, que Oriol Servià foi confirmado como piloto do #77, alinhado pela Schmidt Peterson em aliança com a novata Team Stange.
 
Servià, assim, trabalha ao lado de James Hinchcliffe e Marcus Ericsson, titulares da SPM. Além disso, o piloto espanhol também cumpre a função de ajudar a Stange em seus primeiros passos na Indy, mesmo que ainda sem competir de forma independente.
Oriol Servià (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
“Assim que desenvolvemos nosso plano, sabíamos que queríamos um lançamento na principal corrida do mundo, com tanta história uma importância pessoal para mim”, disse John Stange Jr., dono da equipe. “A segunda questão é poder formar parceria com um time de qualidade, com quem podemos crescer, conforme construímos uma equipe para competir na Indy em tempo integral em 2021 ou 2022”, seguiu.
 
Para Servià, a edição de 2019 serve como uma nova chance de buscar a vitória. O piloto, que terminou em 17º após liderar até a volta 198 de 200 em 2018, quer “terminar o serviço” e realizar um sonho.
 
“Eu trabalho e me preparo o ano inteiro para essa corrida, então é um pouco irônico que a gente só tenha anunciado isso tão tarde”, brincou Servià. “Ano passado eu fiz aquela que talvez tenha sido uma das minhas melhores pilotagens e cheguei muito perto. Agora estou aqui para terminar o serviço, e eu sei que todo mundo nesse projeto trabalhou muito duro na preparação para esse evento, todos com o mesmo objetivo. Pode parecer que vamos chegar quase atrasados, mas vamos chegar prontos”, encerrou.