Terceiro em Long Beach, Newgarden lastima bandeira amarela no final e crava: “Tínhamos carro para vencer”

Josef Newgarden fechou a prova no pódio em Long Beach, mas queria a vitória. O piloto afirmou que tinha um carro rápido nas mãos, mas que as diferenças de estratégias e a última bandeira amarela atrapalharam suas pretensões

Josef Newgarden não tem do que reclamar, mas não saiu totalmente satisfeito de Long Beach. Conseguiu um terceiro lugar honroso neste domingo (9) depois de largar na oitava colocação, mas esperava um pouco mais. O representante da Penske lamentou o fato de não sair com a vitória, pois tinha carro para isso. 
 
Mesmo assim, o pódio veio em boa hora, é uma espécie de redenção depois de um oitavo lugar na abertura da temporada, em St. Petersburg. Além disso, foi seu melhor resultado da carreira em Long Beach – tinha um sétimo lugar em 2015. Assim, espera ter agradado ao chefes Roger Penske e Tim Cindric.
 
"Eu espero que eles estejam felizes o suficiente até agora! Eu gostaria de ficar… Eu não estou pronto para ser demitido ainda", falou Newgarden aos risos.
Josef Newgarden finalizou o GP em terceiro (Foto: IndyCar)
Sobre a corrida, Newgarden explicou que as diferenças de estratégia trouxeram uma movimentação adicional à prova. Segundo ele, o seu carro e o de Scott Dixon eram os mais mais rápidos na pista.
 
"Ficou muito mais confuso com as estratégias. Eu e Dixon estávamos em ritmo diferente lá na frente. Tínhamos carro para vencer. A última bandeira amarela permitiu que todos recuperassem o combustível. Assim, nossa estratégia de tentar escapar não deu certo. É lamentável, mas é assim", explicou. 
 
"Estávamos economizando combustível e andando rápido. Tínhamos um carro muito rápido. Foi difícil no final. Quando tivemos ar limpo, tivemos um carro de corrida muito rápido. Eu não tenho queixas", concluiu.
 
A próxima etapa da Indy está marcada para o dia 23 de abril, quando acontece o GP do Alabama.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube