Indy

Traída pelas palavras, Danica entrega acordo com Carpenter para despedida da Indy nas 500 Milhas de Indianápolis

Só falta mesmo o anúncio oficial. Mas Danica Patrick deixou escapar que vai fazer sua última corrida na Indy com o terceiro carro da equipe de Ed Carpenter. Durante evento destinado à imprensa em Daytona, a norte-americana ‘entregou’ o time para o qual vai disputar sua derradeira edição das 500 Milhas de Indianápolis
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Danica Patrick (Foto: Nascar Media)

Desde quando anunciou que tinha um acordo para disputar pela última vez as 500 Milhas de Indianápolis, na sua turnê de adeus ao automobilismo, Danica Patrick fez mistério sobre qual equipe vai defender em sua última corrida. Rumores apontavam para o time de Ed Carpenter, ainda mais depois das negativas de Andretti e Ganassi, por exemplo. A própria Danica tratou de dar fim aos rumores na última quarta-feira (15) ao ser traída pelas palavras.
 
Às vésperas da sua última participação nas 500 Milhas de Daytona, icônica prova que abre a temporada 2018 da Nascar no próximo domingo, Danica participou de um evento destinado à imprensa na Flórida. E deixou escapar que vai mesmo correr pela Carpenter em Indianápolis, no último domingo de maio.
Danica Patrick vai defender a Carpenter na sua despedida das 500 Milhas de Indianápolis (Foto: Nascar Media)
Quando questionada sobre suas possibilidades para disputar a Indy 500, Danica comentou. “Na verdade, não tive tempo para me reunir com Ed e as pessoas... Ops... eu disse isso? Nunca fiz isso na minha carreira”, afirmou a norte-americana, deixando a entrevista pouco depois, aparentemente frustrada.
 
A Carpenter vai alinhar três carros em Indianápolis. Além do próprio Ed Carpenter, pole-position em 2013 e 2014 e segundo no grid no ano passado, a equipe vai contar com Spencer Pigot e Danica. Jordan King, novato oriundo da F2, vai acelerar o carro #20 nas etapas realizadas nos circuitos mistos ao longo da temporada.
 

Pouco depois, Ed Carpenter foi procurado pelo site norte-americano ‘Motorsport.com’. E se mostrou muito empolgado com a chance de ter Danica em um dos seus carros para a prova mais importante do ano.
 
“Acho que todas as partes estão entusiasmadas com isso e vai ser muito divertido. Claramente, Danica não vai voltar à Indy como mera participante. Ela tem os mesmos objetivos que nós na equipe, que é estar na melhor posição possível para vencer a corrida”, declarou o piloto e dono de equipe.