Indy

Único carro da Foyt a terminar, Leist celebra 13º lugar porque “não dá para exigir muito de mim ou da equipe”

Matheus Leist conseguiu manter a calma em que se concentrou e chegou ao fim das 500 Milhas de Indianápolis sem grandes incidentes. 13º colocado, ficou feliz com a forma como estreou no oval mais tradicional dos Estados Unidos
Warm Up, de Indianápolis / GABRIEL CURTY, de Indianápolis / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
 Matheus Leist (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Na manhã da corrida, o que Matheus Leist pregou foi calma. Queria manter a compostura na primeira participação nas 500 Milhas de Indianápolis. Ao fim da tarde deste domingo (27), Leist saiu satisfeito por ter mostrado exatamente isso. Para uma primeira vez, gostou.
 
Em entrevista exclusiva concedida ao GRANDE PRÊMIO depois da corrida, Matheus comemorou a 13ª colocação na corrida. No fim das contas, foi a melhor Foyt, visto que Tony Kanaan e James Davison abandonaram após acidentes.
 
"Foi uma corrida muito difícil, talvez a mais difícil da minha carreira. Mas estou feliz com o resultado. O time fez um ótimo trabalho, nós conseguimos trazer para casa um carro inteirinho. Mas muito difícil, Indy 500 é assim mesmo", afirmou ao GP.
 
Leist gostou do que viu. Segundo o gaúcho, foi a confirmação de que a Indy 500 é a grande corrida do mundo do esporte a motor e falou que o crescimento nos resultados será um processo tanto para ele quanto para o time de AJ Foyt, que busca voltar a ser relevante.
Da onboard de Wickens: Matheus Leist se colocou entre uma série de carros (Foto: Reprodução/Twitter)
"Só comprova que é um campeonato muito difícil o nível é muito alto e a Indy 500 é a maior corrida do mundo. Foi uma boa participação terminar em 13º, ainda que eu quisesse terminar mais para a frente, mas não dá para exigir muito de mim ou da equipe. Estamos num processo e as coisas vão acontecer sempre que tiverem que acontecer", encerrou. 

O GRANDE PRÊMIO cobre in loco a edição 2018 das 500 Milhas de Indianápolis com o repórter Gabriel Curty e com o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe o noticiário aqui.