Vautier bate no fim, mas lidera primeiro treino livre da Indy no Alabama. Castroneves é décimo

Piloto francês, um dos destaques da primeira corrida da temporada, finalizou o primeiro treino do dia na ponta. Scott Dixon e Ryan Hunter-Reay completaram os três melhores da primeira atividade do dia

Um dos destaques da abertura da temporada em São Petersburgo, Tristan Vautier finalizou o primeiro treino livre da Indy no Alabama na ponta. O francês completou a sessão desta sexta-feira (5) com o tempo de 1min09s012, 0s052 mais rápido que Scott Dixon, o segundo colocado. Mas o ponteiro acabou sendo responsável por uma pequena pausa na atividade ao bater na curva 1 nos minutos finais. Com pouco tempo para tentar algo, ninguém foi capaz de superá-lo.

A terceira posição ficou com Ryan Hunter-Reay, com Charlie Kimball na quarta colocação. Vice-campeão em 2012, Will Power foi o quinto, enquanto Dario Franchitti ficou em sexto. Simona de Silvestro, Simon Pagenaud, A.J Allmendinger e Helio Castroneves fecharam os dez melhores.  Vencedor da primeira corrida da temporada, James Hinchcliffe foi o 15º.

Tony Kanaan andou apenas na meia hora final e fez apenas o 14º melhor tempo. Já Bia Figueiredo, que fica na Dale Coyne até as 500 Milhas de Indianápolis, pelo menos, encerrou o treino na 26ª e última colocação.

Os pilotos retornam à pista ainda hoje para outro treino livre. O treino classificatório acontece amanhã, enquanto a corrida está marcada para domingo (7).

Vautier foi o mais rápido no primeiro treino livre (Foto: Chris Jones/IndyCar)

Confira como foi o primeiro treino livre no Alabama

O início da sessão não foi muito animado, como é de costume. Apenas sete dos 26 inscritos entraram na pista nos primeiros 11 minutos de treino. Sébastien Bourdais, com 1min10s748, conseguiu o melhor tempo com larga margem para Ed Carpenter, o segundo colocado naquele momento.

Bia Figueiredo engrossou o número de pilotos na pista e conseguiu o quinto melhor tempo. Outro que também conseguiu ficar entre os cinco primeiros logo nas primeiras voltas na pista foi Dario Franchitti, atrás apenas se Bourdais. Mas não demorou muito para que o escocês assumisse a primeira colocação.

Pole-position da primeira corrida e vencedor da prova no ano passado, Will Power começou o dia na terceira colocação. Mostrando que, assim como em St. Pete, ele é um dos favoritos para vencer, o australiano pulou para primeiro ao superar o 1min09s309 feito por Franchitti por apenas 0s039.

Um dos destaques da abertura da temporada, Tristan Vautier conseguiu ser ainda mais rápido que Power, e isso colocou o jovem francês na primeira posição. Quem também a pista quase vazia foi Ryan Hunter-Reay, que, pouco antes de voltar aos boxes, conseguiu o quarto tempo.

Ainda buscando o acerto ideal, Bia seguiu na pista, enquanto Helio Castroneves completava suas primeiras três voltas. O brasileiro conseguiu a sexta melhor marca. Tony Kanaan, faltando pouco mais de meia hora para o encerramento da sessão, ainda não havia completado nenhuma volta rápida.

Kanaan e Franchitti trocaram uma ideia antes do treino livre (Foto: Chris Jones/IndyCar)

Vautier baixou sua marca para 1min09s012 e continuou na primeira colocação, abrindo 0s268 para Power. Com menos da metade do tempo inicial, Justin Wilson, Scott Dixon, Marco Andretti e Kanaan ainda não tinham marcas registradas na tabela de tempos. Logo que entrou na pista, Simona de Silvestro conseguiu a 20ª colocação. Claro, ela melhorou e subiu para quarta posição, apenas 0s327 atrás da melhor marca.

Dixon também deixou para entrar na parte final da sessão e, com apenas três voltas, conseguiu subir para segundo. Tony entrou na pista e, mais de 1s atrás do tempo de Vautier, conseguiu a 21ª posição em suas duas primeiras voltas. O piloto da KV conseguiu melhorar algumas voltas depois e subiu para décimo. Vencedor em São Petersburgo, James Hinchcliffe ocupava apenas a 13ª posição faltando menos de dez minutos para o encerramento do primeiro treino no Alabama.

Líder da atividade, Vautier bateu forte na curva 1 e a organização da prova acabou acionando a bandeira vermelha nos minutos finais da sessão. Por conta disso, os pilotos ganharam mais alguns minutos na pista para finalizar os trabalhos. Hunter-Reay conseguiu assumir a terceira posição, mas nenhuma outra mudança significativa aconteceu.

Indy, GP do Alabama, Treino livre 1:

1 Tristan VAUTIER FRA Schmidt Peterson Honda   1:09.012  
2 Scott DIXON NZL Ganassi Honda   1:09.064 +0.052
3 Ryan HUNTER-REAY EUA Andretti Chevrolet   1:09.191 +0.179
4 Charlie KIMBALL EUA Ganassi Honda   1:09.279 +0.267
5 Will POWER AUS Penske Chevrolet   1:09.280 +0.268
6 Dario FRANCHITTI ESC Ganassi Honda   1:09.320 +0.308
7 Simona DE SILVESTRO SUI KV Chevrolet   1:09.339 +0.327
8 Simon PAGENAUD FRA Schmidt Peterson Honda   1:09.344 +0.332
9 AJ ALLMENDINGER EUA Penske Chevrolet   1:09.382 +0.370
10 Helio CASTRONEVES BRA Penske Chevrolet   1:09.424 +0.412
11 Oriol SERVIÀ ESP DRR Chevrolet   1:09.445 +0.433
12 James JAKES ING RLL Honda   1:09.450 +0.438
13 Takuma SATO JAP Foyt Honda   1:09.481 +0.469
14 Tony KANAAN BRA KV Chevrolet   1:09.493 +0.481
15 James HINCHCLIFFE CAN Andretti Chevrolet   1:09.520 +0.508
16 Josef NEWGARDEN EUA Fisher Hartman Honda   1:09.670 +0.658
17 Marco ANDRETTI EUA Andretti Chevrolet   1:09.699 +0.687
18 Sébastien BOURDAIS FRA Dragon Chevrolet   1:09.732 +0.720
19 Alex TAGLIANI CAN Bryan Herta Honda   1:09.787 +0.775
20 Ernesto VISO VEN Andretti Chevrolet   1:09.796 +0.784
21 Graham RAHAL EUA RLL Honda   1:09.823 +0.811
22 Justin WILSON ING Dale Coyne Honda   1:09.900 +0.888
23 JR HILDEBRAND EUA Panther Chevrolet   1:10.060 +1.048
24 Sebastian SAAVEDRA COL Dragon Chevrolet   1:10.102 +1.090
25 Ed CARPENTER EUA Carpenter Chevrolet   1:11.008 +1.996
26 Bia FIGUEIREDO BRA Dale Coyne Honda   1:12.236 +3.224

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube