Indy

Vencedor em 2018, Power alerta para chance de acidente na largada em Indianápolis: “Sempre alguém vai te bater”

Ainda sem vencer em 2019, Scott Dixon quer repetir feito de Will Power no ano passado e vencer as duas provas da Indy no Brickyard. Do outro lado, Power alertou para a grande chance de acidente na largada por conta da difícil primeira curva

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
A Indy chega ao famoso mês de maio com duas corridas em Indianápolis. A primeira é a corrida de 85 voltas no circuito misto, que acontece neste sábado, enquanto a Indy 500 acontece no próximo dia 26. As provas podem desenhar as principais brigas para o restante do campeonato.

Atual campeão, Scott Dixon venceu as 500 Milhas em 2008, mas ainda não triunfou no circuito misto. Ele comentou que será complicado, mas que fará esforço máximo para repetir o feito do rival Will Power, que venceu ambas corridas no ano passado e assumiu a liderança do campeonato. O neozelandês Dixon é o terceiro na classificação atual e ainda não venceu em 2019.

"É sempre uma divertida transição para o mês de maio, e principalmente para a comunidade aqui. Acho que por 100 anos, eles pensaram que só virávamos para a esquerda. É legal ter esta mudança. Essa pista demonstra que será uma grande corrida, vimos isso no ano passado, especialmente com diferença dos pneus. É duro, mas tentaremos fazer o que o Will fez no ano passado e ganhar as duas corridas", contou Dixon ao site norte-americano 'Motorsport.com'.
Scott Dixon (Foto: Indycar)
"Ano passado foi bem interessante, encontramos o problema que tínhamos na classificação e foi algo simples que nós esquecemos. As coisas mudaram, até as nossas configurações para mistos evoluiu em uma direção diferente. E o principal pneu para este final de semana é totalmente diferente do ano passado", seguiu.

Will Power ainda não emplacou no campeonato. Também sem vencer, ele é apenas o sexto colocado na temporada, 73 pontos atrás do líder Josef Newgarden, mas ele confia que o mês de maio, que "mostra o que é a Indy", pode ser um ponto chave para sua recuperação.

"É ótimo, um mês realmente divertido. Mostra o que é a Indy. Você precisa ser muito bom em mistos e ovais. É um circuito fantástico, especialmente para os fãs por conta dos pontos que podem visualizar", disse Power. "Eu acho que estamos em uma janela melhor de mistos nesse ano. Não conseguimos pole, mas estivemos no Fast Six em todas as corridas. Acho que estamos melhores aqui, mas nunca dá pra dizer, a competição é muito difícil. Se você relaxar um pouco, vai ficar para trás. Espero que não em 18º e 19º, mas vira uma corrida divertida se você puder se recuperar com um bom carro", completou.

Power comparou a primeira curva do traçado misto com a antiga pista de Cleveland, que recebeu a Indy entre 1982 e 2007. Apesar de elogiar o alto nível de pilotagem da categoria, ele chamou a atenção para a chance de caos na largada.
 
"É, é bem parecido [com Cleveland]. É bem aberta e depois de uma longa reta, pode ter quatro carros em disputa. É uma primeira curva difícil. Se você estiver em qualquer lugar menos a pole, você se preocupará mais em passar ileso, porque sempre alguém vai te bater", citou. "O padrão de pilotagem agora é muito alto, você não vê isso com frequência. Todos pilotam no limite, mas de forma limpa. As corridas são quase como voltas de classificação nesses dias, não tem ninguém lento. Como o Scott disse, se você estiver fora da janela, começará no fundo e estará envolvido na bagunça da primeira curva", finalizou.
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.