Visando economizar em 2013, Indy deseja diminuir testes durante temporada, afirma site

Sem mudanças drásticas no carro para a próxima temporada, a Indy espera reduzir a quantidade de testes pela metade para 2013 de olho em economizar no orçamento do próximo ano

Após o grave acidente que vitimou Dan Wheldon no final da última temporada, a Indy e a Dallara trabalharam no desenvolvimento de um novo chassi, o DW12, para este ano. Por consequência, as equipes ganharam alguns dias ao longo do campeonato para colocar os carros na pista e trabalhar no acerto. Mas isso vai acabar em 2013.

Segundo informa o site ‘Speed.com’, as equipes vão ter que cortar, pelo menos, 50% dos testes no próximo ano. Além disso, as datas dos testes serão previamente organizadas pela categoria, o que, de acordo com a matéria, vai ajudar a reduzir parte dos gastos.

Vice-presidente de tecnologia da Indy, Will Phillps acredita que não haverá problemas em acertar a redução dos testes feitos ao longo da temporada com as equipes. "O carro será fundamentalmente o mesmo e não há grandes mudanças no próximo ano, portanto não há necessidade de continuar com o atual nível de testes", comentou. “Com o segundo ano de um carro novo, torna-se significativamente mais fácil reduzir o número de testes feitos durante a temporada”, completou.

Indy deseja reduzir custos na próxima temporada e vai acabar com alguns testes (Foto: INDYCAR/USA)

De acordo com Phillips, mesmo os valores variando de equipe para equipe, os custos de um dia de teste chegam à casa dos US$ 50 mil por dia (pouco mais de R$ 100 mil). Fazendo uma conta rápida, o dirigente acredita que uma economia de mais de US$ 500 mil (mais de R$ 1 milhão) pode ser feita com o corte de alguns dias de atividades.

"As economias de um dia a parte de teste é o que nós estamos olhamos. Claro que o valor cai com várias equipes, mas, potencialmente, se reduzirmos de 20 dias para dez, vamos salvar US$ 500 mil", afirmou. "Mesmo que seja uma redução pequena por ano, vamos economizar mais dinheiro”, explicou.

Alguns chefes de equipes se mostraram contra a medida, já que têm orçamento suficiente para bancar os dias extras na pista, mas como a Indy é composta, em sua maioria, por times médios e pequenos, a nova regra deve ser aprovada e chegou em um momento em que todos estão buscando formas de economizar.

Coproprietário da Panther/DRR, Dennis Reinbold se mostrou satisfeito com a decisão da Indy. "Concordo plenamente com a mudança. Este novo carro nos surpreendeu e é excelente. Logo no início, realmente pensei que precisaríamos testá-lo muito, mas eu acho que todos nós já temos muitas soluções. Todos nós já tivemos muitos dias na pista”, explicou.

“O mistério do carro acabou, então, para mim, penso que podemos acabar com os testes o quanto antes possível. Isso economizaria nosso orçamento”, finalizou. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube