Wickens vê pódio na estreia em oval como realização de sonho e comemora: “É algo que nem dá para esperar como novato”

Robert Wickens impressionou com a exibição no GP de Phoenix, no último fim de semana. O piloto canadense ex-DTM fez apenas a estreia em ovais, mas se mostrou maduro e bem preparado, tanto que liderou quase 50 voltas e terminou na segunda colocação. Para ele, além de ter sido ótimo também não havia como conter Josef Newgarden para vencer

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Novato na Indy, o canadense Robert Wickens apenas estreou em pistas ovais na etapa de Phoenix, no último sábado (7). Após liderar 44 das 250 voltas e ser ultrapassado nos minutos finais da prova, Wickens não aparentou nenhum traço de irritação ou incômodo: pelo contrário, estava deliciado com a segunda colocação.

 
Segundo o piloto ex-DTM o objetivo dele na corrida era chegar ao fim e na volta do líder e, portanto, fez muito mais a bordo do carro vermelho da SMP do que esperava.
 
"É um sonho que se torna realidade. Tudo que eu queria era completar todas as voltas da minha estreia em ovais. Dessa forma, chegar na segunda colocação e até liderar a corrida é algo que você nem pode esperar como novato", afirmou. 
 
Além dele, o companheiro James Hinchcliffe também terminou numa elogiável sexta colocação e ganhou cumprimentos. Somados, os dois anotam 118 pontos nas primeiras duas etapas do campeonato – bem perto do líder Josef Newgarden, com 77.
Robert Wickens (Foto: Indycar)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

"É tão difícil aqui, mas a equipe fez um grande trabalho, o carro estava ótimo. James [Hinchcliffe] e eu fomos rápidos, então acredito que é muito encorajador para o que pode acontecer daqui para frente", seguiu.

 
Wickens foi questionado sobre se tinha como se defender de Newgarden, que acabou passando por ele e abrindo para a vitória. Era impossível, de acordo com o piloto.
 
"Eu fiz o máximo que podia sem bater nele, então não acho que dava para pará-lo. Creio que, uma vez que ele criou coragem para atrasar a freada pelo lado de fora, foi fácil. Mas parabéns para ele. Sabe, esses carros da Indy são tão mais longos do que eu estou acostumado. É confuso. Não sabia onde ele estava em dado momento, e aí apareceu na liderança e Ed [Jones] entrou na minha frente. Mas ainda estou feliz com o fim", encerrou.
 
Newgarden tinha quatro pneus novos ao fim da corrida em Phoenix, enquanto Wickens já tinha um jogo gasto. 
 
A Indy volta no próximo fim de semana direto das ruas de Long Beach.
CEDO DEMAIS?

ALONSO ENTRA NO ‘MODO EMPOLGOU’ ANTES DO TEMPO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube