Indy

Zanardi ganha de presente carro de vitória marcada por ultrapassagem no Saca-rolha em Laguna Seca

Alessandro Zanardi recebeu de presente de Chip Ganassi o carro com o qual venceu o GP de Laguna Seca, última etapa da temporada 1996 da CART, uma das vitórias mais festejadas da carreira do piloto italiano
Warm Up / Redação GP, de São Paulo

A edição 38 da REVISTA WARM UP relembra Greg Moore
Siga a REVISTA WARM UP

Última volta do GP de Laguna Seca de 1996, Bryan Herta lidera a derradeira etapa da temporada da CART. Na sua cola está Alessandro Zanardi, o melhor estreante do ano. O italiano apenas esperava pelo momento exato para surprender o adversário e ficar com a vitória: na curva mais famosa e difícil do circuito, o Saca-rolha, uma chicane cega e em descida, Zanardi freou tarde, cortou pela área de escape, passou e venceu.

Essa manobra, conhecida como ‘The Pass’ (A Ultrapassagem) pelos norte-americanos, é sempre lembrada quando se fala do arrojo de Zanardi. E nesta sexta-feira (24), em Indianápolis, o piloto foi homenageado por Chip Ganassi e recebeu de presente o carro com o qual disputou aquela prova.

As imagens da quinta-feira da Indy em Indianápolis
Acompanhe a cobertura das 500 Milhas no GRANDE PRÊMIO
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Alessandro Zanardi é homenageado pela Ganassi em Indianápolis (Foto: IndyCar)

Zanardi já sabe até onde vai deixá-lo. “Posso me imaginar na piscina com meus amigos na Itália, olhando para o carro, ouvindo perguntas sobre isso e aquilo e contando a história milhares vezes, adicionando algo a cada vez, bem do meu jeito”, brincou.

“[A homenagem] foi um momento muito especial porque aconteceu em Indianápolis depois de tanto tempo”, disse. Ele também destacou a boa relação com os fãs da categoria. “Não posso dar mais de três passos antes de ser reconhecido e parado por alguém e festejado por um fã. É fantástico”, vibrou.

Como o Reynard 96I não será entregue ao seu dono com o motor Honda instalado, o máximo que Zanardi poderá fazer é “sentar e relembrar as fantasias dos dias de automobilismo. Quando você conquista algo que é muito especial, isso vai ficar para sempre,” encerrou.

Zanardi foi campeão da CART em 1997 e 1998, mas teve os rumos de sua carreira drasticamente alterados e 2001, nas 500 Milhas da Alemanha, quando perdeu as pernas em um grave acidente. Ele retornou ao automobilismo anos depois, no Mundial de Carros de Turismo (WTCC) e, no ano passado, brilhou em Brands Hatch ao conquistar dois ouros e uma prata nas Paralimpíadas, no ciclismo de mão.