Kart

No kart, Academia Shell Racing vence com Dennis Dirani e vai bem na Europa com Staico

Multicampeão brasileiro de kart, Dennis Dirani fez uma grande estreia na categoria Sênior e venceu as três baterias da Copa SP Light no Kartódromo da Aldeia da Serra, em São Paulo. Aurélia Nobels e Gabriel Crepaldi obtiveram seus melhores resultados na temporada, enquanto Richard Annunziata teve um fim de semana difícil. Em Sarno, na Itália, Lucas Staico fez bom papel no FIA Karting Academy Trophy

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
A Academia Shell Racing teve um fim de semana positivo no kartismo no Brasil e na Europa. Em mais uma etapa da Copa SP Light de Kart, no Kartódromo da Aldeia da Serra, Dennis Dirani fez sua estreia na classe Sênior e venceu as três baterias em disputa. Aurélia Nobels e Gabriel Crepaldi conquistaram seus melhores resultados em 2019, enquanto Richard Annunziata viveu uma jornada mais complicada. Na Europa, Lucas Staico representou o maior projeto de desenvolvimento de pilotos do automobilismo brasileiro na segunda etapa do FIA Karting Academy Trophy, em Sarno, na Itália, liderando um dos treinos e faturando dois top-10 nas baterias classificatórias da prova.
 
Multicampeão brasileiro de kart, Dennis Dirani brilhou na Aldeia da Serra. Com 100% de aproveitamento no fim de semana, o mais experiente dos pilotos da Academia Shell Racing venceu as três provas disputadas no último sábado (15), com destaque maior para a terceira e derradeira prova. Depois de largar na pole-position, Dennis não apenas manteve a dianteira como disparou na frente, sem dar qualquer chance aos adversários ao cruzar a linha de chegada com mais de 5s de vantagem para o segundo colocado. 
 
Desde 2017 Dennis Dirani, especialista em Shifter (atual classe KZ), não fazia uma corrida em um kart sem marchas.
Dennis Dirani estreou na classe Sênior com três vitórias (Foto: Bruno Gorski)
“Foi bem bacana”, afirmou Dirani. “Fiz minha estreia na categoria Sênior e foi muito bom começar o campeonato com pole, melhor volta em duas corridas e vencendo as três disputas. Foi um ótimo começo. Desde 2017 eu não andava de kart normal, só andei de Shifter ano passado. Quero agradecer à Shell e à TechSpeed pela participação neste projeto. Agora vou me preparar para participar do Brasileiro. Vou disputar a primeira fase na categoria Codasur e a segunda na Sênior. Estou bem contente”, comemorou.
 
Aurélia Nobels, a primeira representante feminina na Academia Shell Racing, teve seu melhor fim de semana do ano e mostrou muita evolução, com direito a muitas ultrapassagens ao longo da etapa. Aurélia chegou a andar em sexto lugar em uma das baterias da classe Júnior Menor, mas acabou por sofrer um toque de um concorrente e caiu para o fim do pelotão. Na segunda prova do dia, Nobels faturou seu primeiro top-10.
Aurélia Nobels mostrou evolução no fim de semana na Aldeia da Serra (Foto: Bruno Gorski)
Natural de Boston, Aurélia destacou sua evolução no campeonato. “Estou muito feliz. Na primeira bateria consegui ultrapassar muitos pilotos até ser tocada por um deles e rodar. Ultrapassei muitos pilotos na segunda e na terceira bateria. Foi bem divertido, estou contente com o resultado. Consegui marcar meus primeiros pontos na temporada e espero marcar cada vez mais a partir de agora”, comentou.
 
Quem também foi bem no fim de semana foi Gabriel Crepaldi, que corre na classe Graduados. O piloto de 15 anos faturou a segunda colocação na bateria classificatória e lutou pela vitória o tempo todo. Gabriel chegou a liderar a primeira bateria nas duas últimas curvas da volta final, mas cometeu um erro que lhe tirou o topo do pódio, com o competidor fechando em terceiro. Nas outras duas baterias, Crepaldi finalizou em terceiro e quarto lugar, resultados que o levaram para a vice-liderança da categoria na temporada.
 
“Foi um fim de semana excelente de preparação para o Brasileiro, que acontece em julho, em Cascavel. Mostrou que somos competitivos para brigar pela vitória nas próximas etapas. Fui o melhor estreante da categoria e quero agradecer à minha equipe, a ONS, todos os mecânicos, Alex, Onassis, e aos meus coaches Dennis Dirani e Erick Lutum por toda a força e aprendizado. Quero agradecer também à Shell por todo o apoio e confiança”, destacou Gabriel.
Gabriel Crepaldi ficou perto da vitória neste fim de semana (Foto: Bruno Gorski)
Por sua vez, Richard Annunziata teve uma jornada mais complicada. O piloto de 17 anos, que também corre na categoria Graduados, teve como melhor resultado um sétimo lugar na segunda bateria. Na terceira prova, quando vinha bem, o piloto acabou sendo tirado da pista por um adversário e teve de abandonar. “Foi uma etapa muito difícil porque tivemos muitos problemas no motor. Não estava conseguindo acompanhar os primeiros colocados. Nas curvas até consegui, mas foi difícil. Mesmo assim, se não fosse tocado, conseguiríamos chegar entre os cinco primeiros colocados. Vamos para a próxima”, afirmou.
 
Chefe de equipe dos três pilotos dos jovens talentos da Academia Shell Racing no kart, o experiente preparador Onassis de Souza também ressaltou o crescimento refletido ao longo do fim de semana.
 
“Foi muito legal. O Crepaldi vem evoluindo muito bem e quase venceu, a vitória bateu na trave. O Richard virou rápido, mas tivemos alguns contratempos que o impediram de treinar. Mas ele vem pegando a mão, veio rápido nas corridas. Foi tocado em duas corridas, e isso atrapalhou os resultados. Mas ele vem mostrando evolução e logo vai brigar lá na frente. A Aurélia também andou bem. Percebi uma boa evolução dela, que correu muito mais tranquila e marcou pontos na primeira bateria. Teve muitas batidas nas outras corridas, e isso atrapalhou os resultados, mas ela tinha bons tempos”, explicou.
Richard Annunziata viveu uma jornada complicada na Copa SP Light de Kart (Foto: Bruno Gorski)
“A etapa foi muito boa, todos estão evoluindo, e tenho certeza de que eles vão chegar competitivos no Brasileiro. É isso aí, vamos continuar o trabalho”, completou.
 
 
Academia Shell Racing acelera na Europa
 
Lucas Staico teve uma participação bastante positiva em Sarno, palco da segunda etapa do FIA Karting Academy Trophy, competição organizada pela Comissão Internacional de Kart. O piloto liderou um dos treinos livres, foi segundo nos outros dois e obteve um oitavo e um sexto lugar nas duas primeiras baterias classificatórias. Na terceira prova, Lucas vinha em quinto lugar quando acabou caindo para 19º depois de uma punição. Na esteira de uma franca recuperação, Staico cruzou a linha de chegada em nono. A etapa final, bastante disputada, teve o piloto em 14º lugar.
 
“Foi um fim de semana de muito aprendizado”, analisou Lucas. “Estive sempre entre os primeiros durante os treinos, mas acabei não indo bem na classificação e larguei mais atrás. Parti em 15º na final e tive muitas disputas no pelotão intermediário. Após muitas trocas de posições, consegui terminar em 14º. Foi uma boa experiência”, completou Staico.

Paddockast #22
O que torna uma corrida de qualquer categoria legal? E chata?




Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.