Sem degrau e com pintura básica, Williams apresenta FW35 de olho em mais vitórias em 2013

De maneira discreta, Pastor Maldonado e Valtteri Bottas apresentaram o Williams FW35 na manhã desta terça-feira (19) em Barcelona, palco da sua única vitória em 2012, minutos antes do sinal verde para o início da segunda bateria da pré-temporada da F1

► Confira imagens do FW35, carro da Williams para a temporada 2013 da F1

Barcelona é um lugar especial para a Williams. Foi lá que, em maio do ano passado, Pastor Maldonado quebrou um jejum de quase oito anos sem vitória da tradicional escuderia britânica, tão acostumada a títulos e glórias, mas que atravessou anos de seca nos últimos tempos. E nada melhor para o time de Frank Williams do que apresentar o carro para 2013 em um lugar inspirador. Nesta terça-feira (19), Pastor Maldonado e Valtteri Bottas posaram ao lado do novo FW35, novamente empurrado pelo motor Renault, para a disputa da temporada 2013 da F1.

► Em tempos de crise, F1 adota formato 'fast-food' para lançamento dos carros

Este é o carro com o qual a Williams tentará lutar por mais vitórias em 2013 (Foto: Williams)

O modelo confirma as previsões e vem sem degrau no bico, tendo o chamado ‘painel da vaidade’, tornando-o bem mais bonito que o antecessor FW34. A Williams vem com uma pintura bastante básica, como apresentou no primeiro treino da pré-temporada, com predominância do azul e branco.

A intenção da Williams é uma só com um carro considerado 80% novo em relação ao FW34, com nova caixa de câmbio, suspensão traseira, assoalho e escapamentos: voltar a vencer e estar entre as melhores do grid. Com o rápido e arrojado Maldonado, que agora terá como companheiro de equipe o jovem e talentoso novato Bottas — substituto de Bruno Senna —, Frank Williams, Mike Coughlan e a cúpula da escuderia de Grove acreditam que os dias de glória podem voltar em 2013.

Diretor-técnico da equipe, Coughlan falou sobre o novo bólido e as novidades em relação ao modelo do ano passado. “Levando em conta a estabilidade das regras durante o inverno, estou satisfeito com a evolução que temos conseguido fazer com este carro. Ele é melhor, um carro de F1 mais refinado que o FW34 e acho que todos os que estiveram envolvidos no projeto podem sentir orgulho do trabalho bem feito”, disse o britânico.

“O efeito Coanda será uma grande coisa para nós. Não houve nenhum maior esclarecimento a respeito do regulamento nesta área do carro, então nós vamos trabalhar bem próximos à Renault para elevar ao máximo os ganhos disponíveis. O uso do DRS será mais restrito neste ano, por isso vamos focar em outras áreas”, completou.

Já o mítico Frank Williams seguiu Coughlan e destacou o esforço dos funcionários da equipe na construção de mais um carro. “Um grupo de pessoas talentosas com boa imaginação e muita coragem vem trabalhando em conjunto para construir o Williams Renault FW35”.

“Vamos ter de esperar até a Austrália para realmente ver o que temos, mas acreditamos que esse é um passo à frente em relação ao carro do ano passado, que também foi um carro muito competitivo. Pastor tem um caráter fascinante e um piloto muito determinado, enquanto Valtteri é mais tranquilo, mas muita água ainda vai rolar, e ele é um piloto muito talentoso”, definiu Frank.

“A Williams tem estado no topo muitas vezes ao longo dos últimos 30 anos. É da natureza do esporte ter altos e baixos, mas quando estamos embaixo, sempre lutamos para trilhar nosso caminho de volta. É isso o que espero que com a atual equipe que temos, que com o nosso novo FW35, o talento combinado de Pastor, Valtteri e Susie e o apoio contínuo dos nossos parceiros, que vamos estar em uma posição de lutar com os melhores”, concluiu Sir Frank Williams.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube