42: Acelerador deixa Rosberg na mão, e Hamilton passeia: o GP da Rússia de 2015

Lewis Hamilton dominou amplamente o campeonato, mas teria vida dura na Rússia não fosse uma quebra de Nico Rosberg. Depois daquilo, prova controlada

A temporada 2015 da Fórmula 1 foi especialmente desequilibrada. Em tempos de domínio completo da Mercedes, sequer a briga interna entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg aconteceu. Lewis nadou de braçadas e chegou ao GP da Rússia, 15ª de 19 etapas, com 48 pontos de vantagem para o companheiro.

Em Sóchi, Nico tentava o último suspiro e, para tal, fazia a pole, buscando encerrar um jejum de seis corridas sem vitória que vinha desde o GP da Áustria. Hamilton largaria em segundo, posição que seria suficiente se fosse a final na etapa, já que manteria a distância acima dos 40 pontos para o parceiro com só quatro provas pela frente.

Do Canadá/2007 a Eifel/2020: como Hamilton alcançou Schumacher em número de vitórias

Lewis Hamilton recebe a bandeirada da vitória em Sóchi (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Na largada e nas primeiras voltas, um ótimo trabalho de Rosberg, que neutralizou os ataques do companheiro e parecia decidido a vencer. Não foi o que aconteceu. É que o alemão teve uma quebra no acelerador e foi obrigado a abandonar ainda no início da corrida. Aquilo abriu caminho para um dos triunfos mais tranquilos de Hamilton no ano, que passeou.

Apesar de extremamente morno, o GP da Rússia foi bastante marcante. Primeiro porque Hamilton abria 66 pontos para Sebastian Vettel e 73 para Rosberg, basicamente garantindo o tri. Enquanto isso, chegava a 42 triunfos na carreira na F1, ultrapassando a marca de seu grande ídolo, o brasileiro Ayrton Senna.

As vitórias de Lewis Hamilton na Fórmula 1 em imagens

F1; FÓRMULA 1; GP DE EIFEL; NÜRBURGRING; SÁBADO; LEWIS HAMILTON;
(Foto: Mercedes)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube