45: Hamilton dribla Vettel na tática e reduz vantagem de Rosberg: o GP do Canadá de 2016

Enquanto a Ferrari optou por duas paradas nos boxes para Sebastian Vettel, a Mercedes manteve o plano inicial e chamou Lewis Hamilton para apenas um pit-stop. E deu certo, o britânico superou o rival, venceu em Montreal mais uma vez e ainda contou com uma desastrosa jornada de Nico Rosberg para embolar novamente a briga pelo título de 2016

Quando dois grandes pilotos brigam por uma vitória, muitas vezes não só carro e talento fazem a diferença. A estratégia na Fórmula 1 atual também possui um papel fundamental. O GP do Canadá de 2016 representou bem esse cenário. E Lewis Hamilton, com ajuda da Mercedes, conseguiu superar Sebastian Vettel e a Ferrari. Foi a 45ª vitória do britânico na carreira, a quinta em Montreal, aproximando-o do rival Nico Rosberg na briga pelo título.

A corrida não começou tão bem para Hamilton. Mesmo saindo na pole, o tricampeão mundial foi superado por Vettel na largada. Na curva 2, as duas Mercedes voltaram a se tocar e Rosberg saiu da pista, caindo para a nona posição. Hamilton, porém, manteve-se em segundo e na caça à Ferrari número #5.

Do Canadá/2007 a Eifel/2020: como Hamilton alcançou Schumacher em número de vitórias

Lewis Hamilton venceu o GP do Canadá e viu o rival Nico Rosberg ter problemas (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

A disputa nos boxes começou na volta 10, quando o safety-car virtual foi acionado após o problema de motor da McLaren de Jenson Button. A Ferrari imediatamente chamou Vettel para fazer o primeiro pit-stop. Hamilton ficou na pista e assumiu a liderança. Restou ao alemão da escuderia italiana passar os dois carros da Red Bull e tirar a vantagem necessária.

Lewis parou para troca de pneus apenas no giro 25, após um longo stint com os compostos ultramacios. A Mercedes equipou o W07 com os pneus macios pensando em ir até o fim da corrida. Vettel, no entanto, precisou retornar aos boxes logo depois, cedendo a liderança novamente.

Mesmo com pneus mais novos, Vettel tentou diminuir a diferença para Hamilton, mas chegou cinco segundos atrás do rival. A prova do britânico não foi boa apenas pela vitória no Canadá, mas também pelo desempeno modesto do rival e companheiro de equipe, que terminou em quinto. Com o resultado, a vantagem do alemão no Mundial de Pilotos caiu para apenas nove pontos e embolou novamente a disputa.

As vitórias de Lewis Hamilton na Fórmula 1 em imagens

(Foto: Daimler AG/Mercedes)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube