70: Mercedes dá ordem, e Hamilton passa Bottas para vencer: o GP da Rússia de 2018

Ante a ameaça de Sebastian Vettel, a Mercedes ordenou que Valtteri Bottas abrisse caminho para o líder do campeonato vencer em Sóchi e sustentar 50 pontos de vantagem na classificação

Lewis Hamilton deu mais um passo em direção ao pentacampeonato da Fórmula 1. Com uma mãozinha da Mercedes, o britânico deixou Valtteri Bottas para trás e venceu o GP da Rússia, ampliando para 50 pontos a vantagem na classificação do Mundial de Pilotos.

Partindo na pole pela sexta vez na carreira, Bottas não teve dificuldades em manter a ponta na largada e deixou Hamilton para se defender da pressão de Sebastian Vettel, que abriu a segunda fila do grid. O trio da ponta sustentou as posições até o fim do primeiro ciclo de pit-stops, quando o alemão da Ferrari conseguiu dividir as duas Mercedes.

Hamilton, então, teve de partir para o ataque. O inglês fez uma primeira tentativa ainda na reta principal de Sóchi, mas foi bloqueado. Na curva 4, Lewis fez uma manobra certeira e deixou o rival da Ferrari para trás. Mas Kimi Räikkönen e Max Verstappen foram as pedras nos sapatos dos líderes da etapa russa.

Do Canadá/2007 a Eifel/2020: como Hamilton alcançou Schumacher em número de vitórias

O GP da Rússia foi marcado por uma ordem de equipe da Mercedes (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Adiando as paradas, Räikkönen e Verstappen seguraram Bottas, Hamilton e Vettel, que seguiam colados. A Mercedes optou, então, por uma intervenção: mandou o finlandês abrir caminho para o companheiro e atuar como escudeiro.

Uma vez na frente, Hamilton rapidamente se afastou de Vettel, mas sem reduzir a vantagem de Verstappen, como Bottas vinha fazendo. O nórdico até questionou o time comandado por Toto Wolff para saber se a ordem seria revista, mas foi orientado a manter a posição no fim da disputa. Assim, Lewis recebeu a bandeirada 2s545 na frente do companheiro, com Vettel aparecendo para fechar o pódio.

Räikkönen ficou com o quarto posto, à frente de Verstappen, Daniel Ricciardo, Charles Leclerc, Kevin Magnussen e Esteban Ocon. Sergio Pérez completa o top-10.

As vitórias de Lewis Hamilton na Fórmula 1 em imagens

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube