Torres é derrubado por Aegerter, mas leva bi da MotoE. Ferrari herda vitória em Misano

A MotoE viu mais uma grande corrida em Misano, dessa vez com polêmica entre os postulantes ao título. No fim, após punição a Dominique Aegerter, o espanhol Jordi Torres levou o segundo título na categoria. Mattia Ferrari venceu, Eric Granado foi só 5º

A MotoE voltou a entregar entretenimento de alta qualidade na decisão em Misano. Uma grande disputa entre os principais postulantes ao título terminou em acidente na volta final, com Jordi Torres sendo derrubado por Dominique Aegerter, que recebeu a bandeira quadriculada em primeiro. O suíço, porém, foi punido e caiu para 13º, dando o bicampeonato para o espanhol. Além disso tudo, Matteo Ferrari herdou a vitória na corrida 2 em San Marino.

Mattia Casadei, que voltou às pistas depois da Covid-19, ficou com a segunda posição. Miquel Pons fechou o pódio depois da punição de Aegerter.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Jordi Torres e Dominique Aegerter se chocaram na volta final (Foto: Reprodução/MotoGP)

Kevin Zannoni foi o quarto. Depois do acidente na corrida 1, Eric Granado não teve bom rendimento neste domingo e ficou apenas em quinto. Hikari Okubo, Fermín Aldeguer, Xavi Cardelus, Andrea Mantovani e Corentin Perolari fecharam o top-10.

A última corrida da MotoE em 2021 não contou com as presenças de André Pires e Alessandro Zaccone, ambos por lesão. O italiano, por sinal, sofreu um grave acidente na primeira prova do fim de semana, após ser atropelado por Okubo na largada.

Como foi a corrida 2 da MotoE em Misano:

Com céu nublado, mas poucas chances de chuva, as motos elétricas alinharam no grid para a segunda corrida no GP de San Marino.

Na largada, Casadei fez grande largada e pulou para a liderança. Cauteloso, Torres caiu para segundo, enquanto Granado era tocado por Aegerter e despencava para o quinto lugar.

Aegerter também mostrou agressividade, pulando para terceiro. O problema é que Torres, seu rival na briga pelo título, reassumiu a liderança da prova na curva 14 ainda na primeira volta.

Com bom ritmo, Torres cravou a melhor volta da prova e começou a abrir vantagem na liderança. Mais atrás, Granado passou Ferrari e subiu para o quarto lugar. Na quarta volta, Aegerter livrou-se de Casadei, fez a melhor volta e passou a pressionar o líder da prova. Apesar disso, o suíço precisava de problemas com o espanhol para levar o título em Misano.

A primeira vítima da prova foi Yonny Hernández. O colombiano perdeu o controle na curva 4, escorreu e caiu, abandonando a corrida 2, encerrando de vez a presença da Pramac em 2021 na MotoE. Logo depois, foi a vez de Lukas Tulovic abandonar a prova.

O acidente entre Aegerter e Torres rapidamente ficou sob investigação (Vídeo: MotoGP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Na penúltima volta, Aegerter tentou a manobra, mas passou reto e levou o troco. Curvas depois, tentou outra vez a ultrapassagem, mas novamente o espanhol voltou para a ponta. Persistente, o suíço voltou a arriscar na curva 14, mas foi superado de novo.

A última volta ainda viu Aegerter arriscar mais uma manobra, mas sem sucesso. No fim da reta oposta, tentou de novo, os rivais se tocaram e o suíço levou a melhor enquanto Torres foi ao solo. Com isso, venceu e levou o título, mas com o incidente sob investigação.

Jordi Torres lamentava a derrota quando soube que era o campeão (Vídeo: MotoGP)

MotoE 2021, GP de San Marino, Misano, Corrida 2:

1M FERRARIGresini8 voltas
2M CASADEISIC58+0.348
3M PONSLCR+1.038
4K ZANNONILCR+3.402
5E GRANADOSRT+3.484
6H OKUBOAjo+3.899
7F ALDEGUERAspar+7.274
8X CARDELUSAvintia+10.779
9A MANTOVANIGresini +11.109
10C PEROLARITech3+15.250
11M HERRERAAspar+15.428
12D AEGERTERIntactGP+37.830
13J TORRESPons+45.570
14J IWEMAPons+46.449
15L TULOVICTech3+56.267
16Y HERNÁNDEZPramacAbandonou

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar