Matheus Barbosa morre em acidente durante etapa do Superbike Brasil em Interlagos

Matheus Barbosa, piloto goiano de 22 anos, sofreu um acidente fortíssimo na Junção, batendo de frente em um muro localizado depois da área de escape. A prova foi encerrada quando ainda restavam dez voltas

A etapa deste domingo (8) do Superbike Brasil, em Interlagos, foi marcada por mais um acidente fatal. Ainda nos minutos iniciais da prova, com dez voltas para o final, Matheus Barbosa perdeu o controle da moto na Junção e bateu violentamente no muro. O piloto de 22 anos foi atendido ainda na pista, mas não resistiu.

A bandeira vermelha foi acionada por volta das 13h30 (em Brasília) e, posteriormente, enquanto o piloto prontamente recebia atendimento, a prova acabou interrompida, com Eric Granado na liderança. Barbosa, natural da cidade goiana de Anápolis, defendia a equipe PCM/PRT com uma moto da Suzuki na categoria Pro, a principal do campeonato, e havia largado na terceira colocação.

Por conta do acidente, não houve cerimônia de pódio. Barbosa ocupava a quarta colocação na temporada 2020 da classe Pro do Superbike Brasil. Além disso, o goiano foi campeão em 2019 na SuperSport 600 e tinha ainda conquistas na Yamalube R3 Cup Pro, no Paulista Yamalube e na Copa Kawasaki Ninja 300.

Matheus Barbosa disputava a classe Pro (Foto: Reprodução/Instagram)

Foi a primeira morte do Superbike Brasil desde que, na metade do ano passado, o campeonato anunciou novas medidas para aumentar a segurança nas corridas após dois pilotos perderem a vida em curto espaço de tempo. Entre os pontos em que a categoria focou estavam a preparação adequada dos pilotos, bem como mudanças na proteção utilizada em cada uma das pistas.

As medidas foram tomadas como resposta aos acidentes fatais que aconteceram na Superbike Brasil. Em 2019 foram dois pilotos que morreram durante corridas da categoria, um deles Maurício Paludete, o ‘Linguiça’, e o outro é Danilo Berto, ambos em Interlagos. Desde 2015, com a de Matheus Barbosa, são seis as mortes: cinco em Interlagos e uma em Goiânia.

Matheus Barbosa era da cidade goiana de Anápolis (Foto: Reprodução/Instagram)

Confira o comunicado oficial da categoria:

Com imensa tristeza o SuperBike Brasil comunica o falecimento do piloto Matheus Barbosa na prova da categoria SBK Pro válida pela 5ª Etapa do Campeonato 2020, realizada neste domingo (08/11) no Autódromo de Interlagos-SP.

O acidente ocorreu na curva da Junção, um trecho com áreas de escape e sem nenhum histórico de acidentes graves. Matheus foi atendido pela equipe médica mais próxima em menos de 60 segundos. Ainda assim, apesar de todos os esforços, infelizmente ele não resistiu aos ferimentos. As causas do acidente ainda são desconhecidas e estão sendo apuradas pelas autoridades competentes.

Em respeito ao nosso querido Matheus, e sobretudo a família, todas as atividades do dia foram imediatamente encerradas, as demais provas restantes canceladas e a corrida na qual o acidente ocorreu imediatamente interrompida em bandeira vermelha.

Matheus, natural de Anápolis-GO, era um piloto altamente experiente e com títulos em sua carreira, entre eles de Campeão Brasileiro da SuperSport. Possuía todas as credenciais necessárias como piloto e atendia todos os rígidos protocolos de segurança em vigor. Dentre os mais de 350 pilotos do Campeonato Matheus contava, entre outras características psicológicas, com o mais rápido índice de resposta e reflexo atestado pelos exames psicotécnicos anuais, semelhantes aos realizados na aviação comercial civil.

Cumprindo a legislação a Organização comunicou a Polícia, e todas as medidas relativas a perícia e demais providencias estão sendo tomadas.

A prova decorria dentro de todas as condições de segurança estabelecidas pelas autoridades competentes. Nesse momento a Organização tem como prioridade dedicar total atenção e suporte a família do Matheus.

O vídeo abaixo é do acidente de Matheus Barbosa e contém cenas fortes

As muitas polêmicas do SuperBike Brasil

Além do número elevado de acidentes fatais na categoria, o SuperBike Brasil também já se envolveu em outras polêmicas. Em janeiro, o GRANDE PRÊMIO revelou que o campeonato usou documentos falsificados no julgamento de um protesto da equipe de Alex Barros contra a Honda usada por Eric Granado no ano passado.

Na ação, o time de Barros questionava o motor da CBR 1000 RR Fireblade. O motor foi, então, analisado pelo SENAI, mas apesar de o resultado apontar divergências no peso das bielas, a CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) concluiu que não se tratava de uma irregularidade.

A equipe de Alex, então, recorreu ao STJD, onde foram anexados documentos supostamente elaborados pelo SENAI e pela FIM. Nenhuma das entidades, porém, reconhece a produção dos documentos.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube