Motociclismo

MotoE mantém calendário de seis etapas e joga abertura do campeonato para Alemanha em julho

As etapas de Jerez e Le Mans estão cortadas do calendário inicial da MotoE, que só realiza sua primeira corrida em 7 de julho, em Sachsenring. A temporada ainda tem seis etapas, mas agora distribuídas em quatro finais de semana

Grande Prêmio / Redação GP, de Berlim
A MotoE não perdeu tempo e já redefiniu o calendário da temporada 2019, a inaugural. Em comunicado divulgado nesta terça-feira (26), a categoria revelou o já previsto plano de adiar a abertura do mês de maio para julho, com etapa em Sachsenring, na Alemanha. Dessa forma, a organização ganha tempo na luta para reverter os estragos do incêndio em Jerez, que destruiu todas as 18 motos elétricas prontas para o certame.
 
Sem tempo hábil para a construção de novas motos, as etapas de Jerez e Le Mans da MotoE, como preliminar da MotoGP, foram prontamente descartadas. A abertura na Alemanha fica para 7 de julho.
Incêndio em Jerez destruiu as 18 motos da Copa do Mundo de MotoE (Foto: Reprodução/Twitter)
O calendário inclui um total de seis etapas – mesmo número inicialmente previsto –, mas com mudanças no formato. As corridas acontecem em quatro fins de semana, sendo os dois últimos – Misano e Valencia – rodadas duplas.
 
A MotoE também reafirmou que segue investigando as causas do incêndio em Jerez, prometendo atualizações a respeito das causas com o passar do tempo.
 
O incêndio em Jerez aconteceu durante a noite, em meio a atividade de pré-temporada. Uma das 18 entrou em combustão, logo consumindo as demais. Como o incidente aconteceu após a meia-noite, ninguém estava próximo do local. Desse jeito, ninguém se feriu.

Confira o calendário da MotoE em 2019
 
7/7 - Sachsenring, Alemanha
11/8 - Red Bull Ring, Áustria
13/9 a 15/9 - Misano, Itália
15/11 a 17/11 - Valência, Espanha