Torres vence na França e toma liderança às vésperas da final da MotoE. Granado é 6º

O espanhol segurou Mike di Meglio na volta final para conseguir sua primeira vitória na MotoE. Matteo Ferrari e Dominique Aegerter, líder e vice-líder, se envolveram em acidente e caíram após a relargada da disputa

Jordi Torres fez sua estrela brilhar na corrida 1 do GP da França da MotoE. Neste sábado (10), conseguiu se livrar dos problemas, segurou bem os adversários e garantiu o primeiro triunfo na categoria elétrica. Com isso, assumiu a liderança da classificação.

O espanhol da Pons cruzou a linha de chegada com vantagem de 0s116 para Mike Di Meglio, o segundo. Niki Tuuli completou o pódio do dia, com Josh Hook e Alessandro Marcon fechando os cinco primeiros colocados da prova. Eric Granado, após largar em nono, foi sexto.

Torres segurou as investidas de Di Meglio para vencer (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Quem sofreu um revés em sua briga pelo título foi Mattia Casadei. Após cair na classificação e não conseguir marcar tempo, sofreu um highside ainda nos primeiros metros e se viu obrigado a abandonar a corrida, acabando com suas chances no campeonato.

A briga pelo caneco sofreu uma grande reviravolta no sábado. Na relargada da corrida, Matteo Ferrari, líder da classificação, e Dominique Aegerter, segundo, se envolveram em um acidente com Xavier Simeón e Stefano Nepa e enquanto o italiano abandonou, o suíço terminou a prova em 14º.

A segunda corrida do GP da França da MotoE, última da temporada 2020 da categoria elétrica, acontece no domingo antes da prova da Moto3.

Saiba como foi a corrida 1 do GP da França da MotoE

Saída autorizada para a penúltima corrida da temporada 2020 da MotoE. Quem se deu melhor na saída foi Matteo Ferrari, que saltou para a primeira colocação. Enquanto isso, mais para trás, Mattia Casadei, postulante ao título, sofreu um highside e abandonou a disputa, mas nada sofreu.

Ao final da primeira volta, a disputa foi interrompida para tirar a moto de Casadei da pista. O líder da classificação estava na primeira colocação, com Alejandro Medina e Josh Hook completando o top-3 do início da prova.

A corrida foi retomada com procedimento de largada rápida e com cinco voltas para a bandeira quadriculada. Com saída autorizada e mais uma vez o italiano da Pons teve boa saída, mas ninguém iria esperar o que aconteceu em seguida.

Matteo, Xavier Simeón, Stefano Canepa e Dominique Aegerter, o primeiro e segundo principais nomes na briga pelo caneco, se envolveram em um acidente e foram todos ao chão, abandonando a corrida. Isso levava a decisão para a última corrida do fim de semana.

Quem levou a melhor foi Jordi Torres, que saltou para a primeira colocação com vantagem de 1s375. Mike di Meglio se colocou no segundo posto, enquanto Niki Tuuli também subiu posições e era o terceiro.

Na última volta, Jordi precisou lidar com a enorme pressão de Di Meglio, mas conseguiu controlar o ritmo e segurar o adversário para assegurar a vitória em Le Mans. Hook completou o pódio do dia. Eric Granado fez boa prova de recuperação e após largar em nono, terminou em sexto.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube