27º no grid de Le Mans, Granado fala em dia difícil: “Não consegui fazer o progresso que queria”

Eric Granado não conseguiu exibir um bom ritmo em Le Mans e vai iniciar o GP da França na 27ª colocação. Piloto da Aspar afirmou que não conseguiu fazer o progresso que queria nos treinos deste sábado (18)

As imagens do sábado no Mundial de Motovelocidade em Le Mans
Acompanhe a cobertura do GP da França no GRANDE PRÊMIO
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Eric Granado não conseguiu exibir um bom ritmo na sessão classificatória deste sábado (18). O piloto da Aspar registrou 1min45s755 na melhor de suas 20 voltas pelo circuito de Le Mans e ficou a 2s059 de Maverick Viñales, que vai sair na pole no GP da França.
 
Após a sessão, Granado afirmou que começou bem o treino, mas não conseguiu manter o mesmo desempenho. O piloto contou que quase caiu durante o treino e acabou machucando a perna para evitar o tombo.
Granado visita circuito de Le Mans pela primeira vez (Foto: Aspar)
“Esta manhã nós fizemos um bom trabalho e a tarde o nosso objetivo era baixar os nossos tempos”, explicou. “No começo da classificação eu me senti bem, mas depois parou um pouco. Este fim de semana está sendo difícil e eu não consegui fazer o progresso que queria no final da sessão, então isso me deixou para trás na tabela de tempos”, continuou. 
 
“Na última parada eu coloquei pneus novos e saí para a pista com o objetivo de forçar bastante, mas a moto me deu uma sacudida e eu quase caí. Eu machuquei a perna, mas por sorte não caí”, relatou. “Eu continuei forçando, mas na última volta eu encontrei muito tráfego. Espero que amanhã consigamos melhorar um pouco mais”, concluiu. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube