Aleix Espargaró vê Aprilia revolucionária e assume crédito por melhora da RS-GP

Catalão considerou que teve atuação vital na melhora da Aprilia e torceu para ter um dos talentos da Moto2 como companheiro de equipe em 2020

Jack Miller celebrou a vitória com os integrantes da Ducati (Vídeo: MotoGP)

Aleix Espargaró assumiu o crédito pela melhora da Aprilia na MotoGP. O catalão ressaltou que o trabalho que executou ao lado dos engenheiros foi vital para assegurar a evolução daquela que considera a moto “revolucionária” de 2021.

Em todas as quatro corridas disputadas até aqui, Aleix esteve sempre dentro do top-10, inclusive finalizando as duas últimas etapas dentro do top-6. Além do resultado final, o irmão de Pol também têm completado as corridas mais próximo do vencedor do que conseguiu nos anos anteriores.

Aleix Espargaró torceu para ter Raúl Fernández na Aprilia em 2022 (Foto: Divulgação/MotoGP)

LEIA MAIS
⇝ Sorte sorri para Miller, que apazigua críticos e sai protagonista do GP do Espanha
⇝ Falta de segurança irrita pilotos e coloca futuro da MotoGP em Jerez em xeque
⇝ Red Bull Rookies Cup: a categoria de base de ouro do Mundial de Motovelocidade
⇝ Pol Espargaró escancara frustração após quatro GPs e se mostra perdido na Honda
⇝ Ducati consegue raro desempenho em Jerez e se permite sonhar com título em 2021
⇝ Lado a lado: as vitórias de Jack Miller na classe rainha do Mundial de Motovelocidade
⇝ Azar desprestigia Morbidelli em 2021. Mas Yamaha tem obrigação de corrigir futuro
⇝ KTM sofre com novos pneus e desmancha evolução obtida em 2020 após quatro etapas

“Nós estamos muito próximos dos vencedores em cada uma das corridas em três layouts completamente diferentes”, disse Aleix. “Não quero parecer arrogante, mas acho que grande parte disso é por causa do meu trabalho e do grande esforço que coloquei neste projeto”, seguiu.

“Quando digo meu, sinto que eu e as pessoas a meu redor ― os engenheiros ― estão no mesmo barco”, apontou. “Mas não é como, por exemplo, a Suzuki, onde os dois pilotos estão desenvolvendo a moto por mais de três ou quatro temporadas. Não é como na Yamaha, onde Maverick [Viñales] têm trabalhado por um longo tempo ou Marc [Márquez] na Honda”, apontou.

Aleix comentou que teve um grande rodízio de companheiros de equipe e lembrou que a vaga que hoje é de Lorenzo Savadori foi rejeitada por nomes como Cal Crutchlow, Andrea Dovizioso, Marco Bezzecchi, Joe Roberts e Fabio Di Giannantonio.

“Tive muitos companheiros de equipe, mas quem sempre trabalhou e colocou o máximo esforço neste projeto fui eu”, frisou. “Há um ano, parece que ninguém queria se juntar a nós, não éramos como um projeto sério, não éramos uma boa moto. E agora a Aprilia é como uma moto revolucionária e os pilotos jovens e talentosos querem se juntar ao nosso time. Um talento enorme como Dovizioso quer testar conosco, então estou muito orgulhoso disso”, destacou.

Questionado sobre potenciais candidatos à segunda vaga da Aprilia em 2022, Aleix apontou para Raúl Fernández, a quem classificou como “inacreditável”.

“Se estamos falando de jovens talentos da MotoGP, Raúl, para mim, o que ele está fazendo… todos estão falando de Pedro Acosta, porque ele é inacreditável, mas com todo respeito a ele e todos os pilotos da Moto3, a Moto2 é muito mais difícil”, indicou Aleix. “Esses novatos da Moto3… Para mi, a palavra novato não é realmente correta, porque eles estão vindo do Campeonato Espanhol, da Red Bull Rookies [Cup] e as motos são muito similares, eles conhecem as pistas”, indicou.

“Mas a Moto2 é uma moto muito potente, com muitos pilotos talentosos, e o que Raúl está fazendo este ano é, para mim, inacreditável”, sublinhou. “Então espero que a Aprilia possa contratar um dos melhores novatos da Moto2”, concluiu.

A MotoGP volta à ação no dia 16 de maio, com o GP da França, quinta etapa do calendário. Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

https://dai.ly/k30WT6SYcoDAvywS5Bt

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar