Aleix Espargaró coloca Aprilia na frente no TL1 em Doha. Morbidelli sofre duas quebras

Com 1min54s779, o catalão colocou a moto de Noale no topo da folha de tempos, 0s060 melhor que Álex Rins no primeiro treino da MotoGP para o GP de Doha. Maverick Viñales fechou o top-3 de uma sessão marcada por problemas de Franco Morbidelli

Assista aos melhores momentos do GP do Catar de MotoGP (Vídeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Aleix Espargaró começou o fim de semana do GP de Doha com o pé direito. Nesta sexta-feira (2), o catalão deixou os rivais para trás e colocou a RS-GP no topo da folha de tempos do primeiro treino livre em Losail.

Com a melhor de 12 voltas em 1min54s779, Aleix assegurou a liderança com 0s060 de margem para Álex Rins, o segundo colocado. Vindo de vitória no último domingo, Maverick Viñales ficou em terceiro, 0s155 melhor que Jorge Martín, o quarto.

Aleix Espargaró comandou o TL1 em Losail (Foto: Gresini)

VEJA TAMBÉM
Fatos e curiosidades do GP de Doha da MotoGP (sem Marc Márquez)

Franco Morbidelli teve uma tarde para esquecer em Losail. O ítalo-brasileiro enfrentou duas quebras na YZR-M1 #21, mas acabou em quinto, 0s346 atrás do líder. Danilo Petrucci colocou a KTM da Tech3 no sexto posto.

0s524 atrás de Aleix, Fabio Quartararo ficou com o sétimo tempo, à frente de Joan Mir e Stefan Bradl. Takaaki Nakagami completa um top-10 coberto por 0s669.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Saiba como foi o primeiro treino para o GP de Doha:

Com o sol ainda brilhando no céu de Losail, o primeiro treino do fim de semana começou com a temperatura alta. Quando o cronômetro passou a contar os 45 minutos da sessão, os termômetros marcavam 37°C, com o asfalto chegando a 48°C. A velocidade do vento estava em 16 km/h.

Com a temperatura mais elevada e distante das condições da corrida, o primeiro treino viu uma combinação de pneus duros e médios. Vindo de um GP do Catar negativo, Morbidelli começou a sessão na ponta da tabela, mas logo viu Aleix Espargaró colocar a Aprilia no comando com 1min55s429.

Quartararo apareceu para tomar o segundo posto. Com um par de pneus duros, o francês se instalou a 0s155 de Aleix. Álex Rins era o terceiro, seguido por Mir e Martín.

Ainda nos primeiros minutos da sessão, Morbidelli passou a soltar muita fumaça na curva 1 do traçado catari e logo recebeu a informação de que tinha um problema técnico. O piloto da moto #21 ainda chegou a voltar para a pista, mas logo entrou na área de escape para voltar aos boxes pela via de serviço.

No ano passado, a Yamaha também começou a temporada com problemas de motor, que causou quebras e abandonos não só com Morbidelli, mas também com Valentino Rossi.

Pouco depois, com menos de 15 minutos de sessão, Johann Zarco sofreu uma queda na curva 15 de Losail, mas escapou de lesões mais graves.

Enquanto isso, Aleix se manteve na ponta, ainda com 1min55s429, mas agora com Takaaki Nakagami em segundo, 00s46 atrás. Rins era o terceiro, escoltado por Quartararo, Viñales, Mir, Martín, Morbidelli, Rossi e Álex Márquez.

Os minutos seguintes não viram grandes mudanças na tabela de tempos, mas, perto da marca de 15 minutos para o fim da sessão, Danilo Petrucci cravou 1min55s263 e assumiu a liderança, superando Aleix por 0s166. Rins era o terceiro, à frente de Stefan Bradl e Nakagami.

De volta à pista, Morbidelli anotou 1min55s125 e se instalou na primeira posição. O ítalo-brasileiro tinha um par de pneus duros e foi 0s138 mais rápido do que Petrucci. O titular da SRT Yamaha engatou outra boa volta na sequência, mas teve o tempo cancelado por exceder os limites da pista.

A partir deste ano, os comissários da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) estão usando sensores de pressão para identificar quando os pilotos saem da pista. No ano passado, algumas decisões causaram polêmica por conta de critérios um tanto descalibrados.

Logo em seguida, Morbidelli mais uma vez recebeu a bandeira preta com um circulo laranja no meio, uma ordem para deixar a pista e voltar aos boxes. O piloto de Roma tinha completado 11 voltas na sessão.

Com 1min55s494, Joan Mir subiu para a quinta colocação, 0s369 atrás de Morbidelli. Em seguida, calçando um par de pneus duros, Viñales foi a 1min55s095 para se instalar na liderança, 0s030 melhor que Franco.

Usando um pneu médio na traseira da Aprilia, Aleix Espargaró foi o primeiro a entrar em 1min54s e superou Viñales por 0s227 para assumir a liderança do TL1. O Top Gun, porém, vinha em volta e deu o troco de imediato para recuperar o comando por só 0s004.

O catalão da Aprilia não deixou barato, respondeu com 1min54s779 e voltou à ponta, 0s085 melhor que Maverick. Jorge Martín também apertou o passo e recebeu a bandeirada com o terceiro tempo, 0s240 atrás do líder.

Calçando a Suzuki com um par de macios, Rins saltou para o segundo posto, 0s060 atrás de Aleix, que vinha em volta, mas perdeu na parcial final e não conseguiu melhorar.

MotoGP 2021, GP de Doha, Losail, Treino livre 1:

1A ESPARGARÓAprilia Gresini1:54.779 
2A RINSSuzuki1:54.839+0.060
3M VIÑALESYamaha1:54.864+0.085
4J MARTÍNPramac Ducati1:55.019+0.240
5F MORBIDELLISRT Yamaha1:55.125+0.346
6D PETRUCCITech3 KTM1:55.263+0.484
7F QUARTARAROYamaha1:55.303+0.524
8J MIRSuzuki1:55.349+0.570
9S BRADLHonda1:55.393+0.614
10T NAKAGAMILCR Honda1:55.448+0.669
11L MARINIAvintia VR46 Ducati1:55.454+0.675
12P ESPARGARÓHonda1:55.507+0.728
13A MÁRQUEZLCR Honda1:55.597+0.818
14E BASTIANINIAvintia Ducati1:55.677+0.898
15M OLIVEIRAKTM1:55.770+0.991
16B BINDERKTM1:55.846+1.067
17V ROSSISRT Yamaha1:55.925+1.146
18J MILLERDucati1:55.984+1.205
19I LECUONATech3 KTM1:56.023+1.244
20F BAGNAIADucati1:56.119+1.340
21L SAVADORIAprilia Gresini1:56.561+1.782
22J ZARCOPramac Ducati1:56.743+1.964
     
MVM VIÑALESYamaha1:54.624168.9  km/h
RECF BAGNAIADucati1:52.772171.7 km/h
     
 Condições do tempoPISTA SECA ar: 37ºC | pista: 47ºC

GUIA MOTOGP 2021
⇝ MotoGP chega igual, mas diferente em campeonato condicionado por pandemia
⇝ Conheça quem são as equipes e pilotos para a temporada 2021 da MotoGP
⇝ Suzuki segue vida sem Brivio e tenta feito do bicampeonato na MotoGP em 2021
⇝ MotoGP volta com mistério: Marc Márquez retorna após três cirurgias? E como?
⇝ Honda aposta em encaixe de Pol Espargaró por encerramento de série de insucessos
⇝ Mir defende título da MotoGP para mostrar que conquista de 2020 não foi acaso
⇝ Quartararo precisará de regularidade e cabeça no lugar para substituir Rossi
⇝ Bastianini, Marini e Martín sobem para MotoGP com promessa de briga parelha
⇝ Yamaha rejuvenesce com Viñales e Quartararo e busca consistência na M1
⇝ Aos 42 anos, Rossi tem recomeço na MotoGP com SRT. Mas qual será o futuro?
⇝ Pol Espargaró tem chance da vida na MotoGP. Assustar Márquez é outra história
⇝ Equilíbrio também deve ser a marca nas categorias de apoio à MotoGP
⇝ Ducati faz mudanças arriscadas para deixar decepções de 2020 no passado
⇝ Aprilia ‘inventa’ Savadori e coloca tudo nas costas de Aleix Espargaró
⇝ VR46 dá primeiro passo na MotoGP ainda sem dizer se veio para ficar
⇝ Sucesso da Academia VR46, Morbidelli tenta aproveitar garagem com Rossi

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube