Aleix Espargaró vê Viñales motivado e põe em dúvida empenho de Dovizioso na Aprilia

Catalão não soube dizer se o italiano tem 100% de vontade de correr com a RS-GP de Noale e destacou o empenho de Lorenzo Savadori, que quer correr no GP da Grã-Bretanha apesar de estar com o “pé destroçado”

Aleix Espargaró colocou em dúvida o envolvimento de Andrea Dovizioso com o projeto da Aprilia. O catalão se disse satisfeito com o trio formado por ele, Lorenzo Savadori e Maverick Viñales, que foi confirmado como titular da equipe para 2022.

Dovizioso chegou a ser cotado para defender a Aprilia já em 2021, mas recusou a oferta e preferiu o que definiu como um ano sabático. Vendo a melhora da moto nas mãos de Aleix, o piloto de Forli aceitou testar e acabou contratado para outras atividades.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Aleix Espargaró não está muito satisfeito com Andrea Dovizioso (Foto: Gresini)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Apesar do vínculo com Noale, o agente de Dovizioso vem negociando com a SRT para as corridas restantes de 2021 e também para o próximo ano. Além disso, a performance nos testes não tem chamado a atenção e Andrea também se recusou a correr como substituto ou como convidado.

Falando à imprensa nesta quinta-feira (26) em Silverstone, o mais velho dos Espargaró colocou em dúvida o comprometimento de Dovizioso com os italianos e destacou que tanto Viñales quanto Savadori estão bastante mais envolvidos.

“Gosto do trio que está confirmado agora. Acho que Savadori, Viñales e eu formamos um grupo muito potente”, disse Aleix. “Entendo que, em nível midiático, Dovizioso chegaria a Aprilia como uma estrela, três vezes vice-campeão do mundo, merecido, faria muito barulho. Mas na Aprilia, me considero o piloto estrela. A Aprilia me considera o piloto estrela. Mesmo agora, com a chegada de um piloto tão bom quanto Maverick. Então, neste momento, somos três pilotos estrelas na Aprilia”, seguiu.

“O que eu quero é que as pessoas que estão a bordo deste projeto tenham 100% de confiança. Maverick está, Lorenzo está e eu estou 1000%. Os outros, não sei”, comentou.

O catalão negou, porém, que não quisesse Dovizioso na equipe, mas reforçou que os demais demonstram mais interesse. O irmão de Pol citou não só Viñales, mas também Savadori, que quer tentar correr mesmo ainda se recuperando de uma cirurgia no tornozelo.

“Cuidado! Eu não disse que não queria. O que eu disse é que quero pessoas que confiem 100% no projeto”, insistiu. “Me perguntaram se Maverick vai correr em Aragão e te garanto que, se pudesse, correria amanhã aqui, sem testar a moto. Tenho certeza disso, pois falei com ele e ele me disse isso. Savadori está com o pé destroçado e está nos boxes com os médicos fazendo uma bota especial para poder pilotar, pois ele quer correr de qualquer forma”, frisou.

“O outro piloto de quem me perguntaram [Dovizioso], não tenho certeza de que ele quer correr 100%. Cada um que tire suas conclusões”, concluiu.

MotoGP volta a acelerar no próximo dia 29 de agosto, com o GP da Grã-Bretanha, em Silverstone. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

LEIA TAMBÉM
Fim triste mostra que relação entre Viñales e Yamaha deveria ter acabado antes
Binder arrisca na chuva e encerra jejum de um ano com vitória corajosa na Áustria
De pódio à suspensão: Yamaha vai do céu ao inferno na rodada do Red Bull Ring
Suzuki põe atualizações para funcionar, e Mir ganha fôlego. Rins ainda titubeia
Bagnaia mostra força em briga por título, mas precisa encontrar primeira vitória
Zarco cai em momento crucial da temporada e se afasta da briga pelo título
WEB STORY: Sete vencedores em 11 GPs: um retrato da temporada 2021 da MotoGP

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar