Aleix Espargaró prevê campeonato “mais difícil da história”, mas sonha com vitória da Aprilia

Catalão considerou que, depois de ter estreado no pódio no ano passado, o natural é mirar as vitórias. Ainda assim, o companheiro de Maverick Viñales reconheceu que a casa de Noale não pode sonhar ainda com o título da MotoGP

MOTOGP EM SILLY-SEASON ANTECIPADA: MILLER É QUEM TEM POSIÇÃO MAIS AMEAÇADA

Aleix Espargaró colocou a vitória como meta para a temporada 2022 da MotoGP. O catalão previu o campeonato “mais difícil da história”, mas avaliou que, depois do pódio do ano passado, a casa de Noale não pode pensar em nada diferente disso.

A marca italiana conseguiu um salto de performance no ano passado que possibilitou a Aleix conquistar o primeiro pódio da Aprilia na era moderna da MotoGP, com o terceiro lugar no GP da Grã-Bretanha. Agora oficialmente como equipe de fábrica, os comandados de Massimo Rivola têm a missão de ir mais longe e, por isso, trouxeram uma RS-GP ainda mais competitiva.

VEJA TAMBÉM
Amazon divulga trailer e confirma lançamento de série da MotoGP 

Aleix Espargaró exaltou o potencial da Aprilia (Foto: Divulgação/MotoGP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Questionado se achava que a Aprilia precisava vencer uma corrida em 2022 para confirmar que fez progresso na MotoGP, Aleix respondeu: “Sim, com certeza. Conseguimos o primeiro pódio no ano passado, então, obviamente, vamos tentar vencer”.

“Mas é muito difícil. Acho que esse campeonato será o mais difícil da história da MotoGP, pois o nível dos pilotos e das motos é inacreditável”, exaltou. “Mas, sim, estamos mais próximos do que nunca desta meta. Ainda que será uma meta mito difícil, estamos mais próximos do que nunca”, acrescentou.

Mesmo com um alvo claro, o irmão de Pol tratou também de estabelecer uma meta mais realista. Na visão do catalão, a Aprilia pode pensar no top-6 do campeonato.

“É difícil dizer o que me deixaria feliz, pois sou sempre muito ambicioso ― talvez até demais”, refletiu. “Então posso fazer um bom campeonato, talvez terminar no top-6 e não estar feliz. Mas isso faz parte da vida, parte do esporte”, considerou.

Aleix está na Aprilia desde 2017 e teve em 2021 a sua melhor colocação pela equipe no campeonato, com a oitava posição. Ele somou 120 pontos em 18 corridas.

“O importante é estar satisfeito com o trabalho e com o que você fez. E o que pode nos deixar satisfeitos é a melhora em relação ao campeonato do ano passado. Isso será muito importante. Ano passado, terminamos o campeonato na oitava colocação, então se ficarmos mais próximos ou até somarmos mais de 200 pontos e alcançarmos o top-6 do campeonato, acho que seria um campeonato realista”, avaliou. “Não dá para terminar em oitavo [em um ano] e aí vencer no próximo, isso não é realista, ainda que seja o que eu quero. Mas estamos trabalhando muito duro. Não estamos super, super felizes com a nossa pré-temporada”, revelou.

“Foi só mais uma pré-temporada. Sabemos que isso não é corrida, mas estamos indo bem, a moto está funcionando bem desde as primeiras voltas com Lorenzo [Savadori, piloto de testes] na Malásia”, completou.

CASO YAMAHA NA MOTOGP: VEM AÍ A ERA DA QUARTARARODEPENDÊNCIA?
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar