Aleix Espargaró diz que quebra-cabeça aerodinâmico da Aprilia “torna vida difícil”

Aleix Espargaró elogiou o trabalho da Aprilia com a aerodinâmica, mas avaliou que as inovações dificultam a vida, já que os pilotos precisam testar diversas combinações de peças para entender o que deixa a moto melhor

Aleix Espargaró classificou o departamento de aerodinâmica da Aprilia como “um dos melhores do paddock da MotoGP”, mas avaliou que as inovações em série dificultam a vida dos pilotos. O catalão destacou que, nesta fase de testes, é preciso montar uma espécie de quebra-cabeças, combinando os inúmeros itens de maneiras diferentes em busca da melhor solução.

Aleix fechou a terça-feira (6), primeiro dia de testes de 2024, com o 13º tempo, 0s787 atrás de Jorge Martín, o líder dos trabalhos na Malásia.

“Ainda precisamos de mais dias, pois a moto de 24 tem muitas combinações com a aerodinâmica”, disse Aleix. “A moto de 24 é uma evolução, mas a aerodinâmica pode fazer uma diferença muito, muito grande”, seguiu.

“Precisamos entender quais são as melhores peças, pois temos duas asas completamente diferentes, que tem muito mais downforce na dianteira”, explicou. “Temos três combinações diferentes na traseira, com duas grandes asas. Temos novos itens no braço oscilante, que não testei. Precisamos testar muitas combinações de cada, pois elas mudam completamente a moto: ou deixa a moto muito pesada ou te dá estabilidade; com algumas você perde na freada, mas com outras ganha. Não é fácil entender a melhor combinação”, ponderou.

Aleix Espargaró elogiou o trabalho da Aprilia com aerodinâmica (Foto: Reprodução)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Desde o shakedown, que reuniu especialmente os pilotos de testes, a Aprilia foi quem mais se destacou no quesito evolução aerodinâmica. Os italianos apresentaram uma carenagem apelidada de ‘Batmóvel’, com assento esculpido e painéis na lateral. E mais inovações devem entrar em cena nos próximos dias.

“No início, você não percebe a importância da aerodinâmica, mas, nas últimas quatro ou cinco temporadas, entendemos como a aerodinâmica pode mudar o comportamento da moto”, declarou. “Acho que temos um dos melhores departamentos do paddock da MotoGP em termos de aerodinâmica, mas, obviamente, isso torna as nossas vidas um pouco difíceis!”, comentou.

“Pois é como se antes te dessem cinco motores, cinco chassis, 5 garfos… mas você nunca tinha 5. Agora, temos cinco [opções] em termos de aerodinâmica”, comparou. “Para encontrar a melhor combinação, você tem três ou quatro na dianteira, três ou quatro na traseira, duas asas diferentes na lateral, asas no braço oscilante”, acrescentou.

“Os engenheiros tentam acertos diferentes, mas, como piloto, você tem de entender qual é o pacote que mais gosta e adaptar o estilo de pilotagem. É muito difícil”, sublinhou.

As novidades aerodinâmicas, porém, não sanaram as dificuldades da RS-GP com altas temperaturas, mas a Aprilia promete abordar essa questão com a atualização prevista para meados da temporada.

“Os engenheiros me disseram que sabiam que [a temperatura na moto] seria a mesma. A ideia é que na segunda homologação aerodinâmica que vamos receber mais adiante no ano seja melhor, pois é quando vamos correr na Ásia, então sofremos mais”, pontuou. “Mas essa aerodinâmica é a exatamente a mesma coisa. Fui o único de [nós] três a testar no calor máximo e não consegui fazer mais de quatro ou cinco voltas”, encerrou.

MotoGP volta a acelerar entre 6 e 8 de fevereiro de 2024, com os testes de pré-temporada na Malásia, no circuito de Sepang. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

LEIA TAMBÉM
📌 Pequena Gresini se posiciona entre gigantes, mas com missão árdua na MotoGP 2024
📌 Marini assume batata quente, mas acerta em se descolar do irmão e encarar Honda
📌 Bastianini assume responsabilidades, mas sabe: é tudo ou nada na MotoGP 2024
📌 Acosta chega como novo Marc Márquez na MotoGP: é justo com ele?
📌 MotoGP até cresce, mas ganhar terreno no campo global vai além de novo formato
📌 KTM avança, mas ainda distante de protagonismo na MotoGP: o que falta?

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.