Aleix Espargaró segura Márquez e coloca Aprilia na frente no segundo treino na Austrália. Dovizioso é terceiro

Aleix Espargaró foi o mais rápido na segunda sessão de treinos da MotoGP em Phillip Island. 0s005 mais lento, Marc Márquez ficou em segundo, à frente de Andrea Dovizioso

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Aleix Espargaró colocou a Aprilia no topo da tabela de tempos da MotoGP em Phillip Island. Ainda nos primeiros minutos do segundo treino livre desta sexta-feira (20), o catalão superou Marc Márquez e garantiu a melhor marca do dia.
 
Com 1min29s225 na quinta de suas 20 voltas, Aleix se colocou ligeiramente à frente de Márquez, que, apenas em sua última volta, conseguiu baixar a diferença para 0s005. Vice-líder do Mundial, Andrea Dovizioso ficou com o terceiro tempo, 0s092 atrás do #93.
Aleix Espargaró ficou com a liderança na Austrália (Foto: Michelin)
Apenas 0s104 mais lento que o líder, Cal Crutchlow ficou com a quarta colocação, seguido por Maverick Viñales, que sofreu uma queda na sessão. De volta três semanas após fraturar a perna, Jack Miller ficou em sexto.
 
Andrea Iannone colocou a Suzuki no sétimo posto, à frente de Johann Zarco, Dani Pedrosa e Pol Espargaró. 0s752 mais lento que o líder, Valentino Rossi ficou apenas em 12º.
 
Saiba como foi o segundo treino da MotoGP em Phillip Island:
 
Assim como aconteceu mais cedo, o sol entre nuvens garantiu boas condições de pista para o segundo treino livre. Quando a MotoGP voltou para a pista, a temperatura estava em 15°C, com o asfalto alcançando 30°C. A velocidade do vento era de 18 km/h.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Com previsão de chuva para sábado, os pilotos tentariam usar essa sessão já para garantir vaga no top-10 combinado.
 
Com 1min31s548, Redding começou a sessão no topo, 0s070 à frente de Rins, o segundo. Pol, Lorenzo e Aleix vinham a seguir.
 
Líder do primeiro treino, Márquez logo anotou 1min29s810 e se instalou na ponta, com Viñales aparecendo em segundo, 0s297 atrás. O piloto da Honda tinha calçado o pneu traseiro macio pela primeira vez no fim de semana.
 
Viñales apertou o passo para reduzir para 0s141 a vantagem de Márquez em relação ao segundo colocado. Dovizioso era agora o terceiro, seguido por Aleix e Rossi.
 
Pouco depois, Aleix chegou a 1min29s225 e assumiu a ponta, à frente de Viñales e Dovizioso. Marc respondeu logo e voltou ao segundo posto, 0s082 mais lento.
 
O #4, então, abriu um bom giro, mas perdeu tempo na parcial final do circuito e apenas conseguiu saltar para o terceiro posto, 0s097 mais lento que Aleix. Viñales, Rossi, Petrucci, Rins e Iannone vinham na sequência.
 
Passados os primeiros 15 minutos, os boxes ficaram mais movimentados. Neste ponto da sessão, Aleix, Márquez, Dovizioso, Viñales, Rossi, Petrucci, Crutchlow, Rins, Iannone e Redding formavam o top-10.
 
Em seguida, Iannone chegou a 1min29s697 e assumiu o quinto posto, já 0s472 mais lento que o líder.
 
Nesta fase da sessão, Tito Rabat caiu na curva dez, mas escapou de maiores lesões.
 
Pouco depois, Pedrosa saltou para o sexto posto, apenas 0s004 melhor que Rossi, o sétimo. Os dois iam trabalhando com um par de pneus médios.
 
Com pouco mais de 20 minutos para o fim, Viñales perdeu a frente da M1 na curva oito e caiu, mas não se feriu e saiu correndo para voltar aos boxes.
 
Logo depois, Broc Parkes, que substitui o doente Jonas Folger, caiu na cutva 11, mas não se feriu.
 
Com um pneu médio na frente e m macio atrás, Márquez voltou para a pista para tentar melhorar, mas seguiu em segundo. Com a mesma combinação, Miller subiu para sexto.
 
Após uma passagem final pelos boxes, Rins saltou para o oitavo posto, 0s894 atrás de Aleix, que seguia no topo. Smith também foi melhor e se colocou em nono.
 
Zarco também melhorou e subiu para oitavo, atrás de Pedrosa. No giro seguinte, o francês se instalou em sexto.
 
Com poucos segundos ainda no cronômetro, Márquez melhorou sua marca, mas apenas para reduzir para 0s005 o atraso em relação a Aleix, Dovizioso era o terceiro.

MotoGP, GP da Austrália, TL2:

1 41 ALEIX ESPARGARÓ ESP HONDA 1:29.225  
2 93 MARC MÁRQUEZ ESP APRILIA 1:29.230 +0.005
3 4 ANDREA DOVIZIOSO ITA DUCATI 1:29.322 +0.097
4 35 CAL CRUTCHLOW ING LCR HONDA 1:29.329 +0.104
5 25 MAVERICK VIÑALES ESP YAMAHA 1:29.423 +0.198
6 43 JACK MILLER AUS MARC VDS HONDA 1:29.466 +0.241
7 29 ANDREA IANNONE ITA SUZUKI 1:29.604 +0.379
8 5 JOHANN ZARCO FRA TECH3 YAMAHA 1:29.667 +0.442
9 26 DANI PEDROSA ESP HONDA 1:29.702 +0.477
10 44 POL ESPARGARÓ ESP KTM 1:29.760 +0.535
11 99 JORGE LORENZO ESP DUCATI 1:29.820 +0.595
12 46 VALENTINO ROSSI ITA YAMAHA 1:29.977 +0.752
13 17 KAREL ABRAHAM RTC ASPAR DUCATI 1:29.987 +0.762
14 38 BRADLEY SMITH ING KTM 1:30.046 +0.821
15 42 ÁLEX RINS ESP SUZUKI 1:30.085 +0.860
16 45 SCOTT REDDING ING PRAMAC DUCATI 1:30.140 +0.915
17 9 DANILO PETRUCCI ITA DUCATI 1:30.269 +1.044
18 76 LORIS BAZ ESP AVINTIA DUCATI 1:30.269 +1.044
19 53 TITO RABAT ESP MARC VDS HONDA 1:30.546 +1.321
20 22 SAM LOWES ING APRILIA 1:30.682 +1.457
21 8 HECTOR BARBERÁ ESP AVINTIA DUCATI 1:30.777 +1.552
22 19 ÁLVARO BAUTISTA ESP ASPAR DUCATI 1:31.688 +2.463
23 23 BROC PARKES AUS TECH3 YAMAHA 1:32.152 +2.927
             
RECORDE MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 1:28.108 181.7 km/h
MELHOR VOLTA JORGE LORENZO ESP YAMAHA 1:27.899 182.1km/h

#GALERIA(7214)

RITMO DE FESTA

PADDOCK GP CHEGA À EDIÇÃO 100 COM HISTÓRIAS IMPERDÍVEIS DE EDGARD MELLO FILHO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube