Amigo de Simoncelli, Rossi não esconde tristeza e admite que é "sempre estranho" voltar ao paddock

Valentino Rossi não soube esconder a tristeza ao lembrar a morte de Marco Simoncelli na malásia, ocorrida há quase um ano. “Sinto muito a falta dele”, disse, durante as homenagens da MotoGP a Marco nesta quinta

Amigo de longa data de Marco Simoncelli, Valentino Rossi não escondeu a saudade e a tristeza pela morte do compatriota, que no dia 23 de outubro completa um ano. O multicampeão esteve envolvido no acidente da segunda volta do GP da Malásia de 2011, que resultou na perda do piloto da Gresini, que nesta quinta-feira (18) foi homenageado pela MotoGP com um placa na curva 11. Rossi afirmou que é “sempre estranho” voltar ao paddock e não encontrar Marco.

“Sinto muito a falta dele, sobretudo agora que estamos aqui na Malásia para a corrida. A cada dia que passa daquele mês de outubro as coisas são mais dolorosas", disse o piloto da Ducati. "Tem sido muito difícil para mim, assim como para a família dele e para os amigos, que antes o encontravam com facilidade em Coriano", completou.
 

Rossi era amigo de longa data de Marco Simoncelli (Foto: Ducati)

Valentino ainda lembrou a personalidade dócil de Simoncelli. “A verdade é que ele nunca perdeu a maneira de ser, a pureza. Marco era real e me diverti muito com ele. É sempre estranho voltar ao paddock. Já faz um ano, mas, para mim, é como se fosse ontem”, acrescentou o italiano.

No segundo giro da prova malaia de 2011, a penúltima do calendário, Marco se desequilibrou da moto, mas não a largou e foi atingido em cheio por Colin Edwards e por Valentino Rossi, que vinham logo atrás e não conseguiram desviar. O piloto chegou a ser socorrido no circuito, mas não resistiu aos múltiplos ferimentos. Simoncelli tinha 24 anos e fazia apenas sua segunda temporada na classe rainha do Mundial.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube