Após acidentes do fim de semana, Lorenzo revela que pilotos vão pedir mudanças no asfalto de Indy

Jorge Lorenzo afirmou que a Comissão de Segurança da MotoGP pedirá mudanças no asfalto de Indianápolis. Casey Stoner e Nicky Hayden sofreram fortes acidentes no treino classificatório e o piloto da Ducati também não poderá correr em Brno

O fim de semana em Indianápolis foi marcado pelo grande número de acidentes fortes. Na Moto3, Héctor Faubel, Jack Miller e Danny Webb não correram por conta de lesões. Na MotoGP, Hector Barberá, Ben Spies, Casey Stoner e Nicky Hayden também se feriram, com o piloto da Ducati perdendo sua prova de casa e ficando fora da etapa de Brno por conta de fraturas na mão direita e de uma dor de cabeça resultante do tempo que ficou inconsciente.

Lorenzo contou que pilotos vão pedir mudança no asfalto de Indianápolis (Foto: Yamaha)


Apesar do alto número de acidentes e lesões, o circuito norte-americano garantiu que segue no calendário da categoria, mas os pilotos pretendem levar o assunto para a Comissão de Segurança, que vai se reunir na sexta-feira (19) em Brno.

Em entrevista ao diário espanhol ‘AS’, Jorge Lorenzo afirmou que os competidores irão pedir uma mudança no asfalto do lendário circuito. A superfície de Indianápolis é apontada como uma das responsáveis pelos acidentes, já que não tem uma pavimentação uniforme e o ponto onde ocorreu a maior parte das quedas é um trecho onde dois tipos de asfalto se encontram.

“Pediremos que mudem o asfalto de Indy para o ano que vem”, contou o espanhol. “Poderiam colocar um parecido com o de Jerez, que tem muita aderência e é muito seguro”, sugeriu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube