Após decisão conjunta, Aprilia libera Melandri de contrato, e italiano deixa grid da MotoGP já neste fim de semana

A Aprilia anunciou na manhã desta quarta-feira (8) que chegou a um acordo para liberar Marco Melandri de suas obrigações contratuais. Italiano já não vai disputar o GP da Alemanha deste fim de semana

A cobertura completa do GP da Alemanha no GRANDE PRÊMIO

O sofrimento de Marco Melandri chegou ao fim. A Aprilia anunciou na manhã desta quarta-feira (8) que chegou a um acordo com o #33 para liberá-lo de suas obrigações contratuais com a fábrica de Noale.
 
Em um curto comunicado enviado à imprensa, a Aprilia afirmou que o rompimento é fruto de um acordo mútuo e, por isso, Melandri já não estará no grid neste fim de semana.
Marco Melandri já não corre na MotoGP neste fim de semana (Foto: Aprilia)
“A Aprilia e Marco Melandri chegaram a um acordo por consentimento mútuo de encerrar as obrigações contratuais entre Marco Melandri e a Aprilia”, diz a nota. “Consequentemente, Marco Melandri não vai mais alinhar no grid com a Aprilia, começando pelo GP da Alemanha, em 12 de julho”, segue.
 
“A Aprilia deseja a Marco Melandri todo o melhor em seus futuros empreendimentos”, encerra a nota.
 
Último a ser anunciado como titular de um time de fábrica, Melandri nunca escondeu que a volta para a MotoGP não era resultado de um sonho, mas de uma opção da Aprilia, já que a preferência do italiano era permanecer no Mundial de Superbike.
 
Já após a primeira bateria de testes em Sepang na pré-temporada, surgiram rumores de que Melandri pediu à Aprilia para voltar ao Mundial de Superbike, assumindo a vaga de Jordi Torres, que seria transferido para o projeto da MotoGP. Mas a casa de Noale seguiu insistindo. 
 
 Passadas as primeiras oito etapas do ano, Melandri tem três 24os como melhor grid — Espanha, Catalunha e Holanda —, enquanto Álvaro Bautista, seu companheiro de equipe, tem um 15º lugar como melhor posição de largada.
 
Em termos de corrida, Marco nunca passou do 18º posto — conquistado nas etapas de França e Itália —, enquanto Bautista fechou a prova em Montmeló em décimo.
 
Sem esforço de fábrica no Mundial de Motovelocidade desde 2004, a fábrica de Noale voltou à classe rainha neste ano em uma parceria com a Gresini. Inicialmente, a marca italiana pretendia voltar à MotoGP em 2016, quando o certame passará por uma nova mudança em seu regulamento técnico, mas a montadora decidiu antecipar seus planos em uma temporada e se aliar à Gresini.
 
A temporada 2015, entretanto, é completamente voltada ao desenvolvimento da moto, com um protótipo de fábrica completo sendo introduzido apenas no próximo ano.
 
A Aprilia ainda não indicou o substituto de Melandri, mas a expectativa é de Michael Laverty, piloto de testes da marca, assuma a RS-GP em Sachsenring neste fim de semana. O norte-irlandês é o irmão mais velho de Eugene Laverty, titular da Aspar.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube