Após escorregão, Crutchlow é liberado pelos médicos e participa do GP da Catalunha

Após romper ligamentos do tornozelo esquerdo em um escorregão, o inglês foi liberado para retornar para as pistas. O piloto ficou fora da última etapa na Emília-Romanha

Cal Crutchlow vai participar do GP da Catalunha deste final de semana. Após romper os ligamentos do tornozelo esquerdo em um escorregão, passou pelos exames e foi liberado pelos médicos para disputar a corrida em Barcelona.

Na última quarta-feira, o inglês chegou ao circuito para receber avaliação do braço direito lesionado que o deixou fora do GP da Emília-Romanha. Após ser liberado pelos doutores para a prova espanhola, sofreu novo acidente quando saía da cabine de testes do coronavírus.

Cal Crutchlow, LCR, MotoGP 2020, Catalunha
Crutchlow compartilhou uma foto de como ficou o seu pé (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Mas apesar do susto, o piloto de 34 anos vai poder participar já dos primeiros treinos que abrem as atividades do fim de semana. Crutchlow já perdeu o GP da Espanha quando se machucou no sábado, e também foi baixa na última corrida.

Dos competidores da Honda, apenas Takaaki Nakagami ainda não se lesionou e perdeu alguma etapa de 2020. Marc Márquez está fora desde a primeira prova, se recuperando de uma fratura no úmero direito. Já Stefan Bradl também perdeu a última corrida por problemas no braço.

Isso tem refletido na campanha da equipe da asa dourada na MotoGP. Após sete disputas, aparece em quinta, e penúltima, no Mundial de Construtores. Já entre as equipes, a LCR, time satélite, é oitava, enquanto a equipe de fábrica está em última.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube