Após pedido de pilotos da MotoGP, circuito de Le Mans passa por recapeamento total e fica até 2s mais rápido

O circuito de Le Mans foi completamente recapeado após um pedido dos pilotos da MotoGP. Comissário de segurança do circuito Bugatti, Martin Goureau espera que a pista seja entre um e dois segundos mais rápida para a classe rainha do Mundial de Motovelocidade

 

O Mundial de Motovelocidade deve encontrar um circuito muito mais rápido quando voltar para Le Mans na temporada 2017. O traçado francês foi completamente recapeado e a expectativa dos organizadores é que o traçado fique “entre um e dois segundos” mais veloz para a MotoGP.

 
Em uma entrevista ao site francês ‘Paddock GP’, Martin Goureau, comissário de segurança do circuito Bugatti, explicou que o novo asfalto atende uma demanda dos pilotos, que se queixavam de falta de aderência e muitas ondulações.
Le Mans ganhou um novo asfalto para 2017 (Foto: Yamaha)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Este processo começou dois anos atrás, quando fomos procurados pelos pilotos da MotoGP. Eles disseram que faltava aderência na superfície e, especialmente, se queixaram de muitas ondulações”, relatou Goureau. “Algumas partes do asfalto tinham dez anos. Reparos foram feitos em outras partes, como a chicane Dunlop, então tinham muitas junções no asfalto”, seguiu.
 
“Nós fizemos um recapeamento completo e agora tem apenas três junções. A razão para essas três é porque o trabalho levou três dias, o que foi um trabalho enorme em si, e as novas emendas foram colocadas cuidadosamente em áreas onde não resultam em nenhuma preocupação”, explicou. “Agora não há nenhuma emenda em pontos de freada ou curvas. Antes, a pior junção estava localizada na emenda na curva do Museu. Estava depois de várias curvas para a direita, então às vezes o pneu estava mais frio do lado esquerdo, e combinado com pequenas ondulações, era suficiente para perder aderência, como vimos no ano passado”, comentou.
 
Goureau explicou que o novo asfalto já foi testado e apresentou uma excelente aderência, aumentando a expectativa pela queda nos tempos para a MotoGP.
 
“Nós testamos o novo asfalto nos carros e também com a nova GSX-R guiada por Damien Saulnier. Mesmo no molhado, a aderência foi insana! Com o RS10 [pneus de rua] você podia fazer a Chapel a 70 km/h no molhado, agora você pode fazer a 110 km/h”, explicou. “Nós estamos muito satisfeitos e ansiosos para ver como vai ser no nível mais alto. Eu diria que a pole-position [na MotoGP] vai ser entre um e dois segundos mais rápida”, completou.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube