Após testes com protótipo de 2014 em Aragón, dupla da Honda diz que nova RC213V ainda precisa de tempo

Depois de testarem a versão de 2014 da RC213V, Marc Márquez e Dani Pedrosa descartaram usar a nova moto nas próximas corridas. Avaliação da dupla é de a moto ainda precisa de mais tempo

As imagens do teste da MotoGP no Motorland de Aragón

A Honda trabalhou rápido no desenvolvimento do protótipo da temporada 2014 da MotoGP e conseguiu levar a nova moto para Aragón nesta semana para ser testada por Dani Pedrosa e Marc Márquez. Após o GP da Catalunha, a classe rainha do Mundial de Motovelocidade realizou uma sessão de testes coletivos em Montmeló, mas a Honda optou por seguir para o circuito de Alcañiz.
 
Ao apresentar a nova RC213V na última quarta-feira, Takeo Yokoyama, diretor-técnico da fábrica nipônica, afirmou que, caso Márquez e Pedrosa gostassem da nova versão, ela poderia ser colocada nas pistas ainda nas próximas corridas. No caso do motor, seria necessário mais tempo por conta da alocação do propulsor, mas, de acordo com o dirigente, as partes do chassi poderiam ser introduzidas já em Assen, a etapa do próximo fim de semana.
Pedrosa descartou usar o novo protótipo em breve (Foto: Honda)
Após os testes, entretanto, os dois pilotos optaram seguir com a RCV desta temporada. Pedrosa completou nove voltas com o protótipo e avaliou que ainda é preciso de mais tempo para entendê-lo.
 
“Nós fizemos um tipo de ‘shakedown’ com o protótipo de 2014”, contou Pedrosa. “Fiz apenas duas saídas e um total de nove voltas, basicamente para ter uma primeira impressão e dar aos engenheiros algum feedback. A moto é OK, mas, no momento, precisamos de mais tempo para entendê-la, então não vou usá-la em curto prazo”, completou Dani.
 
A avaliação de Márquez é semelhante. O novato completou 13 voltas em Aragón e identificou melhoras no motor e no chassi, mas disse que prefere o protótipo atual.
 
“Consegui completar 13 voltas com o protótipo de 2014. A primeira sensação é boa e o motor tem alguma evolução. Com o chassi também há uma evolução, mas também algumas áreas para trabalhar, mas não fizemos nenhum trabalho no acerto da moto”, explicou. “De qualquer forma, é uma base muito boa para os engenheiros da HRC trabalharem, mas, no momento, prefiro nossa moto atual”, concluiu. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube