Arenas segura McPhee em prova movimentada e vence GP do Catar de Moto3

Albert Arenas conseguiu segurar John McPhee nos metros finais e garantiu a primeira vitória da temporada 2020 da Moto3. 0s194 atrás do #75, Jaume Masià recebeu a bandeirada em terceiro, mas perdeu uma posição por exceder os limites da pista. Assim, Ai Ogura completa o pódio

A Moto3 começou com aquele jeitinho de sempre: sendo definida nos metros finais. Na abertura da temporada 2020, Albert Arenas levou a melhor no Catar ao segurar John McPhee nos metros finais para receber a bandeirada com 0s053 de margem. Ai Ogura completa o pódio.
 
Como tradicionalmente acontece, a Moto3 foi uma corrida de grupo, com o pelotão se mantendo unido em boa parte das 18 voltas em Losail. Dono da pole, Tatsuki Suzuki manteve a ponta na primeira volta, mas logo foi destronado. 
 
Albert Arenas, então, tomou o comando e conseguiu se manter no topo do pelotão nas primeiras voltas no Catar, mas sem escapar. Com 11 voltas para o fim, o primeiro grupo tinha 11 pilotos.
Albert Arenas (Foto: Divulgação/MotoGP)
Faltando dez voltas, Jaume Masià, que escalava o pelotão, tomou a ponta, mas logo perdeu para Raúl Fernández. Depois, porém, as coisas esquentaram para valer, com John McPhee também aparecendo na disputa pela vitória.
 
Com duas voltas para o fim, Gabriel Rodrigo tinha o comando, mais só 0s07 de frente para Darryn Binder. No giro final, o #40 tomou a ponta, mas caiu na curva 1, entregando a liderança para Arenas, que tentou abrir vantagem para assegurar o primeiro lugar.
Nos metros finais, McPhee ainda tentou alcançar Arenas, mas o piloto da Gresini recebeu a bandeirada 0s053 antes. Jaume Masià recebeu a bandeirada em terceiro, mas foi punido por exceder os limites da pista. Assim, Ai Ogura completa o pódio em Losail.
 
Tatsuki Suzuki ficou com o quinto posto, com Gabriel Rodrigo, Jeremy Alcoba, Filip Salac, Dennis Foggia e Raúl Fernández completando um top-10 coberto por só 1s719.
 
Paddockast #51
QUEM VENCEU 'DRIVE TO SURVIVE' 2?

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

Saiba como foi o GP do Catar de Moto3:

No fim da tarde em Losail, os pilotos da Moto3 encontraram temperatura na casa dos 25°C, com o asfalto chegando a 32°C às vésperas da largada para a primeira prova da temporada 2020.

Pela segunda vez na carreira, Tatsuki Suzuki tinha a pole-position. O #24 é o primeiro piloto japonês a se classificar na posição de honra do grid na corrida de abertura da temporada desde Youichi Ui, no Japão, em 2003. Melhor KTM no grid,

Raúl Fernández sai em segundo, igualando seu melhor resultado na categoria ― Austin no ano passado. Albert Arenas aparece para fechar a primeira linha do grid. Em sua melhor performance desde a Austrália em 2018, Darryn Binder ficou com o quarto posto, à frente de Ai Ogura e Jaume Masià. Na largada, Suzuki manteve a liderança sem problemas, enquanto Arenas partiu bem e ultrapassou Fernández na curva 2.

Ao final da primeira volta, quem estava atrás do primeiro colocado foi para o ataque, mas quem passou na liderança foi Fernández, acompanhado por Arbolino, Arenas, Oncu e Suzuki.

Arenas, então assumiu a liderança e manteve pelas voltas seguintes enquanto o pelotão brigava atrás deles. Darryn Binder rapidamente escalou o grid e apareceu em segundo, seguido por Fernández e Gabriel Rodrigo.

Com o pelotão agrupado, as posições praticamente não se mantinham. No início da volta 7, Masià tentou assumir a liderança na reta principal, mas Arenas se manteve em primeiro. Sergio García, porém, escalou o grupo e foi para o segundo lugar, brigando muito com Raúl Fernández. Na volta 9, Masià tentou assumir a liderança por fora, mas Fernández mergulhou por dentro no fim da reta para tomar a ponta. No giro seguinte, porém, o piloto da Leopard Racing finalmente assumiu o primeiro lugar, seguido por Binder, García e Arbolino.

Na volta 11, a liderança mudou de dono novamente. Arbolino se tornou o líder, seguido por Arenas, que se recuperou após perder posições no embolado pelotão. Na mesma volta, na penúltima curva do circuito, Raúl Fernández escapou e caiu para a 15ª colocação. Arenas, Binder e Arbolino estavam nas três primeiras posições, com García e Suzuki acompanhando de perto. Os 14 primeiros, muito próximos, se alternavam durante o circuito do Catar.

Forte desde o início, Arenas se manteve na liderança, mas Suzuki reagiu e pulou para o segundo lugar, com Arbolino em terceiro. O japonês, porém, foi para o ataque e assumiu a ponta logo depois, na 15ª volta da prova em Losail.

Jose Julian García caiu na curva 15 e abandonou a prova na volta 15. Foi a primeira queda do dia na Moto3. Escalando o pelotão, John McPhee surgiu como um dos favoritos para a vitória nas voltas finais.

O escocês subiu para segundo e começou a ameaçar o líder Suzuki. A três voltas do fim, ele se aproveitou se um erro dos rivais para tomar a ponta. Na entrada da reta, McPhee perdeu o controle da moto e saiu de frente. Binder subiu algumas posições, mas foi Gabriel Rodrigo quem terminou a reta principal na liderança na penúltima volta.

Na abertura da última volta, Binder caiu na primeira curva, enquanto Albert Arenas assumia a ldierança, seguido por McPhee e Masià. Ai Ogura, que ficou no meio do pelotão sem se destacar, apareceu em quarto.

Na volta final, Arenas e McPhee se desgarraram no pelotão e travaram uma disputa pessoal pela vitória. O espanhol segurou o adversário durante todo o giro, inclusive evitando o vácuo na reta, garantindo a primeira vitória do ano. McPhee foi o segundo depois de não conseguir atacar.

Após a bandeirada, porém, Masià foi punido por exceder os limites da pista na última volta e perdeu o terceiro lugar. Com isso, Ai Ogura foi premiado com um lugar no pódio em Losail.

Moto3 2020, GP do Catar, Losail, Final:

1 A ARENAS Aspar KTM 38:08.941 18 voltas
2 J MCPHEE SIC HONDA +0.053  
3 A OGURA Asia Honda +0.344  
4 J MASIÀ Leopard Honda +0.247 P+1
5 T SUZUKI SIC58 Honda +0.789  
6 G RODRIGO Gresini Honda +0.426 P+1
7 J ALCOBA Gresini Honda +0.559 P+1
8 F SALAC Snipers Honda +0.823  
9 D FOGGIA Leopard Honda +0.964  
10 R FERNANDEZ Red Bull KTM Ajo +0.834 P+1
11 S GARCÍA Estrella Galicia 0,0 Honda +1.261  
12 D ÖNCÜ Tech3 KTM +1.485  
13 A LÓPEZ MAX Husqvarna +1.602  
14 K TOBA Red Bull KTM Ajo +2.790  
15 T ARBOLINO Snipers Honda +2.575 P+1
16 A MIGNO VR46 KTM +3.180  
17 R FENATI MAX Husqvarna +5.802  
18 Y KUNII Asia Honda +5.829  
19 A SASAKI Tech3 KTM +6.109  
20 R YAMANAKA Estrella Galicia 0,0 Honda +8.457  
21 C TATAY Avintia KTM +8.480  
22 S NEPA Aspar KTM +16.240  
23 D PIZZOLI RBA KTM +21.450  
24 R ROSSI RBA KTM +26.209  
25 J DUPASQUIER Prüstel KTM +26.412  
26 K PAWI SIC Honda +28.189  
27 M KOFLER CIP KTM +28.517  
28 C VIETTI VR46 KTM +32.106  
29 D GEIGER Prüstel KTM +41.931  
  D BINDER CIP KTM NC  
  J GARCIA SIC58 Honda NC  
         
VMR A OGURA Asia Honda 2:05.788 153.9 km/h
REC R FENATI Snipers Honda 2:05.403 154.4 km/h
MV A CANET MAX KTM 2:04.561 155.4 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 25ºC | pista: 32ºC

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube