MotoGP
30/08/2018 09:36

Às vésperas do GP de San Marino, MotoGP leva pilotos ao Vaticano para encontro com Papa Francisco

No próximo dia 5, antes do início das atividades em pista em Misano, a MotoGP vai levar um grupo de pilotos ao encontro do Papa Francisco. Marc Márquez, Dani Pedrosa, Jack Miller, Danilo Petrucci e Andrea Iannone vão entregar capacetes ao Sumo Pontífice
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Praça de São Pedro (Foto: FMI)
O tradicional pré-evento do GP de San Marino e da Riviera de Rimini será um tanto atípico. No próximo dia 5 de setembro, a MotoGP vai levar um grupo de pilotos à cidade do Vaticano para um encontro com o Papa Francisco. A visita foi organizada com a colaboração do CONI (Comitê Olímpico Nacional Italiano).
 
Além de Carmelo Ezpeleta, diretor-executivo da Dorna, promotora do Mundial de Motovelocidade, Marc Márquez, Dani Pedrosa, Danilo Petrucci, Jack Miller e Andrea Iannone estarão no grupo que visitará o Vaticano. Pai de Marco e chefe da Sic58, Paolo Simoncelli também participará do encontro, que também contará com Giovanni Copioli, presidente da FMI, Giovanni Málago, presidente do CONI, e Carlo Mornati, secretário-geral do CONI. 
Papa recebeu pilotos da FE em abril (Foto: Reprodução/Twitter)
Durante o encontro com o Sumo Pontífice, Márquez, Pedrosa, Petrucci, Miller e Iannone vão presentear Francisco com seus capacetes.
 
Esta, aliás, não será a primeira vez que o Papa recebe representantes do esporte a motor. Em abril passado, um grupo de pilotos da FE visitou o Vaticano às vésperas do eP de Roma.
 
Primeiro Papa latino-americano, Francisco, cujo nome de batismo é Jorge Mario Bergoglio, comanda a Igreja Católica desde março de 2013, quando foi escolhido para suceder o Papa Bento XVI, que abdicou ao papado.