Avintia marca apresentação das Ducati de Bastianini e Marini para temporada 2021

A equipe sediada em Andorra vai exibir o lançamento dos protótipos dos dois estreantes ao vivo, no Instagram

Depois de Yamaha e Ducati, chegou a vez de a Avintia marcar a data da apresentação das motos de Enea Bastianini e Luca Marini para a temporada 2021 da MotoGP. A equipe sediada em Andorra, porém, furou o fila e, ao menos por enquanto, será a primeira a exibir os protótipos deste ano: em 5 de fevereiro, às 14h (de Brasília).

A equipe de Raúl Romero vai passar por uma repaginação total em 2021. Depois de fazer a temporada passada com Johann Zarco e Tito Rabat, o time viu o francês partir para a Pramac, dispensou o campeão de 2014 da Moto2 e vai promover dois novatos para a classe rainha do Mundial de Motovelocidade.

ANÁLISE
+ Em alta, MotoGP começa a formatar composição do grid até temporada 2026

Avintia exibe motos de Marini e Bastianini em 5 de fevereiro (Foto: Avintia)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Os dois pilotos, porém, terão motos com layouts diferentes: Bastianini vai vestir o uniforme da Avintia, mas Marini chega com as cores da VR46 do irmão Valentino Rossi, que fará a primeira incursão na elite da motovelocidade mundial.

Ainda em dezembro passado, a VR46 manteve a tradição de exibir as novas motos na final do show de talentos X-Factor, da emissora italiana Sky, patrocinadora da equipe. Na ocasião, a Ducati de Luca também foi apresentada ao público.

A equipe VR46 foi criada em 2014 em uma parceria de Rossi com a emissora Sky com o objetivo de promover jovens talentos da Itália no motociclismo. Em 2017, o time estreou na Moto2, onde foi campeão em 2017 com Francesco Bagnaia. Com a chegada à classe rainha, porém, a VR46 deixou a Moto3 e estará apenas nas classes maiores no próximo ano.

Marini será o terceiro integrante da Academia de Pilotos VR46 a estrear na MotoGP. Franco Morbidelli foi o primeiro a chegar, em 2018, logo após conquistar o título da Moto2 com a Marc VDS. Bagnaia chegou no ano seguinte, logo depois de dar à VR46 o primeiro troféu do Mundial de Pilotos.

Bastianini, por sua vez, dá o salto para a divisão principal do campeonato organizado pela Dorna trazendo na bagagem o título da Moto2.

Os dois estreantes, contudo, terão motos defasadas. Marini e Bastianini vão usar a Desmosedici de 2019, a mesma com que Zarco competiu no ano passado.

LEIA TAMBÉM
+ Dois irmãos: os duelos familiares do esporte a motor

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube