Bautista não descarta ajudar Pedrosa na luta pelo título: “Mas Honda tem de me dar armas”

Álvaro Bautista não descartou ajudar Daniel Pedrosa na luta pelo título da temporada de 2012 da MotoGP. Piloto da Gresini ponderou, no entanto, que Honda tem de fornecer o equipamento para que ele possa lutar com Jorge Lorenzo

 

► Fittipaldi negocia com Dorna para trazer MotoGP para Brasil na temporada de 2014

O abandono de Daniel Pedrosa no GP de San Marino colocou o piloto da Honda em uma posição bastante complicada na luta pelo título da MotoGP. Com 38 pontos a menos que Jorge Lorenzo, o espanhol precisa vencer todas as corridas e torcer para que alguém se coloque entre ele e o rival da Yamaha em algumas provas.

 
Com Casey Stoner ainda se recuperando das lesões sofridas em Indianápolis, Dani só pode contar com Álvaro Bautista e Stefan Bradl, que guiam RC213V satélites nesta temporada.
Bautista afirmou que Pedrosa sabe que ele pode se tornar um rival com a mesma moto (Foto: MotoGP)
Questionado pela publicação espanhola ‘Motocuatro’ se acredita que Bradl e Bautista poderiam ajudá-lo com uma moto como a de Stoner, Dani afirmou: “Eles não iriam como o Stoner, que é quem faz falta”, brincou. “Evidentemente, uma moto melhor poderia ajudar, mas hoje é mais o nível de piloto do que a moto”, defendeu.
 
“O que tenho de fazer é o que fiz até agora, que é correr com as minhas melhores armar e seguir concentrado e pilotando bem como até agora”, completou. 
 
Bautista, por outro lado, brincou que se fosse a Honda, também lhe daria uma moto oficial. “Eu me daria uma Honda oficial para ajudar Pedrosa”, brincou, em entrevista ao site ‘Motocuatro’.
 
Confrontado com as declarações de Pedrosa, Bautista rebateu dizendo que o piloto da HRC sabe que com uma moto oficial ele poderia se tornar um rival, mas não se recusou a ajudar o conterrâneo. 
 
“Se ele não quer, é porque sabe que tem uma diferença entre a moto dele e a minha, e talvez porque sabe que com uma moto como a dele, eu posso ser um rival”, falou. “Mas, isso nós não vamos saber se não me derem. Seria bonito se me dessem e assim poderíamos comprovar. Se a Honda me pedir, sem dúvida que tratarei de ajudar Dani, mas eles têm de me dar as armas”, concluiu. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube