MotoGP

Binder toma ponta na largada, suporta pressão e vence em Aragão na Moto2. Márquez é 3º

Brad Binder tomou a ponta na largada e resistiu à pressão de Jorge Navarro na volta final para receber a bandeirada com 0s787 de vantagem e vencer em Aragão. Álex Márquez ficou apenas em terceiro

Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
Brad Binder foi o nome do domingo (22) na Moto2. Terceiro no grid, o sul-africano tomou a ponta na largada e, mesmo sem escapar de maneira decisiva, fez uma corrida sólida para vencer o GP de Aragão com 0s787 de vantagem para Jorge Navarro.
 
No instante da largada, Binder saiu muito bem e tomou a ponta, com Luca Marini pulando da segunda fila para a segunda posição. Dono da pole, Álex Márquez caiu para terceiro.
 
Enquanto o sul-africano se empenhava em escapar, Marini se defendia dos ataques de Márquez, que até chegou a passar, mas levou o troco do italiano. Na 13ª das 21 voltas, Álex passou Luca mais uma vez, já com 1s8 de atraso para Binder. 
Brad Binder (Foto: Reprodução)
Com seis voltas para o fim, Márquez passou a cortar a vantagem de Binder na ponta, enquanto era seguido de perto por Jorge Navarro, que tinha deixado Marini pelo caminho.
 
O #41, no entanto, respondeu pouco depois e voltou a se afastar do rival da Marc VDS, que não conseguiu resistir ao ataque de Navarro e caiu para terceiro. O piloto da Speed Up, então, passou a cortar a margem de Brad, que ficou em 0s5 na volta final.
 
Brad, porém, conseguiu se manter firme para receber a bandeirada com 0s7 de frente, enquanto Márquez ficou pelo caminho, num distante terceiro posto.

Marini acabou em quarto, 0s2 à frente de Sam Lowes, o quinto. Tom Lüthi ficou isolado em sexto, com Iker Lecuona aparecendo em sétimo. Lorenzo Baldassarri, Jorge Martín e Xavi Vierge completam o top-10.
 
Vencedor dos dois últimos GPs, Augusto Fernández caiu na curva 9 ainda no primeiro giro, mas conseguiu voltar para a corrida, ainda que sem qualquer chance de conseguir um bom resultado. O piloto da Pons recebeu a bandeirada em 22º.

Paddockast #34
O GRID DOS SONHOS DO ESPORTE A MOTOR


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Saiba como foi o GP de Aragão de Moto2:
 
A chuva até voltou a aparecer, mas o domingo foi um dia de sol em Alcañiz. Às vésperas da largada, os termômetros marcavam 26°C, com o asfalto chegando a 34°C. A velocidade do vento era de 18 km/h.
 
Pela quarta vez no ano, Álex Márquez tinha a pole-position, a 13ª do #73 na carreira. Vencedor das últimas duas corridas, Augusto Fernández vinha em segundo, à frente de Brad Binder. Luca Marini era o quarto, seguido por Tom Lüthi.
 
Largada autorizada no MotorLand, com Álex perdendo a ponta e caindo para terceiro. Quem pulou para a ponta com excelente saída foi Binder, com Marini se colocando na segunda colocação. Fernández e Lüthi completavam o top-5.
E ainda nos primeiros metros, Augusto registrou a primeira queda da corrida. O piloto logo tratou de subir em volta da moto para tentar retornar para a pista, mas sem muito sucesso.
No outro extremo do pelotão, o titular da KTM Ajo já sustentava uma boa vantagem de 0s605 para o restante do pelotão. Marini, Márquez, Lüthi, Navarro, Vierge, Lowes, Lecuona, Martín e Baldassarri fechavam o top-10.

Com 18 voltas para a bandeira quadriculada, o sul-africano já tinha mais de 0s778 de respiro para o quinto colocado, apenas controlando o ritmo na ponta da corrida.
 
Mas então, o pelotão da ponta começou a se aproximar de forma ameaçadora de Binder. Marini e Márquez dizimaram o atraso para o titular da KTM Ajo, chegando a ensaiar uma ultrapassagem, mas sem sucesso.
 
Se a ponta não mudava de mãos, logo atrás Álex conseguia passar o adversário da VR46 para ficar com a segunda colocação. Navarro e Lüthi eram os nomes que completavam os cinco primeiros do momento.
Com 12 voltas para o final, Marini já havia retomado o segundo posto das mãos de Márquez. O #10 estava 1s129 do primeiro colocado. Navarro, Lüthi, Lowes, Bulega, Lecuona, Martín e Vierge fechavam o top-10.

Quem acabou se juntando na disputa pelas posições da ponta foi Navarro. O espanhol acabou passando o irmão mais novo de Marc para assumir a terceira colocação. Mas o #73 logo deu o troco para se manter no pódio.
 
As posições do pódio estavam ainda em aberto mesmo com a corrida restando menos de dez voltas para a bandeira quadriculada. Mais uma vez Márquez conseguiu avançar em cima de Luca para ser o segundo.
 
Mais uma ultrapassagem seria vista no pelotão da frente. Navarro conseguiu se adiantar para passar o titular da VR46, beliscando o degrau mais baixo do pódio. Lowes completava o top-5 do momento.
Restavam apenas cinco voltas para terminar o GP de Aragão. Binder seguia líder absoluto, seguido por Márquez, Navarro, Marini, Lowes, Lüthi, Lecuona, Bulega, Vierge e Baldassarri no top-10.
 
Mas as coisas ainda estavam totalmente abertas no MotorLand. Poupando até o final, o #9 deu o bote em cima do #73 com três giros para a bandeira quadriculada e assim se colocou na segunda colocação.

E na última volta as coisas esquentaram de vez. Navarro chegou em Binder, dizimando quase toda a desvantagem, levando o atraso para apenas 0556. O espanhol começou a caçar o sul-africano para a ultrapassagem.
 
Mas nada mais mudou no MotorLand. O #41 da KTM Ajo garantiu a vitória em Aragão, com Navarro em segundo e Márquez completando o pódio do dia. Marini, Lowes, Lüthi, Lecuona, Baldassarri, Martín e Vierge fecharam o top-10.
 
Moto2 2019, GP de Aragão, MotorLand, Final:

1 B BINDER Red Bull KTM Ajo 41:12.535 21 voltas
2 J NAVARRO Speed UP +0.787  
3 A MÁRQUEZ Marc VDS Kalex +2.876  
4 L MARINI VR46 Kalex +5.387  
5 S LOWES Gresini Kalex +5.601  
6 T LÜTHI Intact Kalex +9.695  
7 I LECUONA American KTM +11.650  
8 L BALDASSARRI PONS Kalex +12.546  
9 J MARTÍN Red Bull KTM Ajo +14.775  
10 X VIERGE Marc VDS Kalex +15.393  
11 F DI GIANNANTONIO Speed UP +15.495  
12 N BULEGA VR46 Kalex +15.625  
13 R GARDNER SAG Kalex +15.859  
14 S MANZI Forward MV Agusta +21.838  
15 M BEZZECCHI Tech3 KTM +21.859  
16 S CHANTRA Team Tady Kalex +22.659  
17 A LOCATELLI Italtrans Kalex +25.897  
18 B BENDSNEYDER RW NTS +28.609  
19 D AEGERTER Forward MV Agusta +28.943  
20 J RAFFIN Intact Kalex +28.679  
21 S CORSI RW NTS +37.526  
22 A FERNÁNDEZ PONS Kalex +41.050  
23 J DIXON Angel Nieto KTM +42.644  
24 E BASTIANINI Italtrans Kalex +45.942  
25 L TULOVIC Kiefer KTM +50.680  
26 P OETTL Red Bull KTM Ajo +52.367  
27 X CARDELUS Angel Nieto KTM +1:09.114  
28 G RUIU Tasca Kalex +1:16.241  
29 G SALIM Team Tady Kalex +1:16.381  
30 J ROBERTS American KTM +1:18.820  
  T NAGASHIMA SAG Kalex NC  
         
VMR J NAVARRO Speed UP 1:52.925 161.8 km/h
REC A RINS Pons Kalex 1:52.767 162.1 km/h
MV A MÁRQUEZ Marc VDS Kalex 1:52.225 162.8 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 25ºC | pista: 34ºC




 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.