MotoGP

Bradl crê que experiente Lorenzo pode dar para Honda “uma nova direção”

Stefan Bradl saiu em defesa de Jorge Lorenzo, a quem reconheceu que está passando por uma difícil fase. O piloto de testes indicou que o experiente espanhol tem as ferramentas necessárias para conseguir levar o desenvolvimento da Honda para uma nova direção

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Stefan Bradl saiu em defesa de Jorge Lorenzo e o período complicado que tem passado com a Honda. O piloto de testes reconheceu que o piloto passa por uma difícil fase, mas disse crer que o #99 pode levar a moto para uma nova direção.
 
Desde que chegou ao time, o tricampeão da MotoGP tem sofrido para conseguir encaixar seu estilo de pilotagem a RC213V. Em diversas vezes, já pediu uma moto que combine mais com todos os pilotos da fábrica japonesa. Inclusive, fez mudanças na carenagem para tentar ser mais competitivo.
 
Com isso, o piloto tem deixado a desejar e não tem conseguido entregar resultados expressivos. Em nove etapas, não terminou nenhuma dentro do top-10 e aparece em 16º na classificação. Ainda, sofreu um forte acidente em Assen e perdeu as duas últimas corridas antes da pausa de verão.
 
Entretanto, Bradl mostrou confiar no espanhol para tornar a Honda mais fácil de pilotar. “Acredito que tem o potencial de fazer isso [tornar a Honda mais fácil de guiar], pois tem muita experiência com outras fábricas”, apontou.
Jorge Lorenzo (Foto: Repsol)
“Conheço muito bem a Honda e também sei também que é preciso usar pneu duro dianteiro. Meu estilo de pilotagem não é ruim para isso. Acho que Lorenzo tem o poder e experiência para dar a HRC talvez uma nova direção”, seguiu.
 
“Mas, no momento, acho que precisa se adaptar um pouco e então, talvez no futuro, existam algumas boas oportunidades”, completou.
 
Por fim, Stefan ainda mostrou torcer pela pronta recuperação do piloto. “Ele precisa de algum tempo para se recuperar e espero que esteja indo bem, e volte mais forte. Desejo a ele o melhor porque está passando por uma fase difícil”, disse.
 
“Está indo ao limite, trabalhando duro, sua motivação é muito alta para melhorar sua pilotagem para a Honda. Tempos muito difíceis para ele, mas acho que pode voltar ainda mais forte”, encerrou.
 
Paddockast #25
Bênçãos e Maldições da Fórmula E


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.