Smith diz que chefe da Aprilia “achou que eu poderia ser facilmente substituído”

Britânico soube em meados de dezembro que não seria ele o companheiro de Aleix Espargaró na temporada 2021. Ex-Tech3 e KTM, Smith considera que a decisão foi tomada por Massimo Rivola

Em Portimão, Marc Márquez faz novo teste com moto da Honda em preparação para volta ao Mundial da MotoGP (Foto: Reprodução)

Bradley Smith soube em meados de dezembro que não seria escolhido titular da Aprilia na temporada 2021 da MotoGP. O britânico avaliou que Massimo Rivola, chefe da escuderia de Noale, achou que seria fácil encontrar um substituto.

Em novembro passado, a Aprilia anunciou que esperaria a pré-temporada antes de decidir entre Smith e Lorenzo Savadori, já que tinha sido rejeitada por Marco Bezzecchi, Joe Roberts e Fabio Di Giannantonio, que seguem na Moto2. Na apresentação da equipe, porém, o britânico sequer apareceu, com o italiano confirmado como par de Aleix Espargaró.

Em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO, Smith contou que soube em meados de dezembro que não seria ele o titular e disse não concordar com os motivos.

Bradley Smith assumiu a moto após suspensão de Andrea Iannone (Foto: Aprilia)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“O plano mudou em meados de dezembro”, relatou Smith. “Fui informado de que foi uma decisão da companhia e me explicaram as razões por trás disso. E eu realmente não concordo com a maioria dos motivos”, falou.

Smith foi contratado para ser piloto de testes, mas acabou assumindo a moto no ano passado após Andrea Iannone ser suspenso por doping. A Aprilia, no entanto, apostou na inocência do piloto conhecido pelo #29 e decidiu aguardar o julgamento do caso no Tribunal Arbitral do Esporte. Com o gancho de quatro anos aplicado pela corte suíça, Noale não teve alternativa a não ser procurar outro companheiro para Aleix Espargaró.

Questionado pelo GP se sentiu que estava sendo considerado para a vaga desde o início, Smith respondeu: “Acredito que foi uma decisão de Massimo Rivola não me ter envolvido no projeto”.

“Ele acreditou que eu poderia ser facilmente substituído, mas tiveram algumas viradas ao longo do caminho”, comentou.

Bradley, porém, ainda não sabe dizer se a ausência nos testes do Catar representa o fim da ligação com a fábrica italiana.

“Ainda existem muitas dúvidas em relação ao que eu vou fazer em 2021”, falou.

A opção da Aprilia por um piloto com menos experiência chamou a atenção, já que a RS-GP ainda está em fase de desenvolvimento, um trabalho que fica muito nas costas de Aleix Espargaró. Além disso, a tentativa anterior de colocar um novato na moto ― com Sam Lowes em 2017 ― já tinha dado errado.

“Muitas pessoas sentem o mesmo que você. Mas esta é uma pergunta que eu não posso responder, já que a Aprilia diz que foi uma ‘decisão da companhia’”, declarou ao GP.

Questionado pelo GRANDE PRÊMIO sobre como se sente em relação ao tempo que passou na Aprilia, já que alguns pilotos se mostraram críticos ao tratamento recebido na equipe no passado, Smith sinalizou que não guarda apenas boas memórias.

“Negócios são negócios. E a Aprilia sempre colocou a companhia em primeiro lugar”, considerou Smith. “Acho que às vezes esquecemos que tem um humano em cima da moto que pode fazer a diferença e a maneira como eles se sentem ou como são tratados tem um grande impacto na confiança e nos resultados finais”, concluiu.

VEJA TAMBÉM
As imagens da nova RS-GP da Aprilia para a temporada 2021

https://open.spotify.com/episode/56EWZtjjXZerTSc5mEGdpr?si=dXJwGloaQQ6ZEGdY1gUInQ&nd=1

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube